Uma investigação foi aberta após o assassinato, no sábado, de uma nonagenária em uma casa de repouso no norte da França e sua colega de quarto de 102 anos, suspeita de tê-la matado, foi hospitalizada na psiquiatria - informou a Procuradoria.

A vítima, uma residente de 92 anos, foi encontrada no sábado, pouco depois da meia-noite, na cama, de rosto inanimado e inchado, por uma funcionária do estabelecimento, localizado em Chézy-sur-Marne, a 100 km de Paris.

A necropsia "concluiu uma morte por asfixia por estrangulamento golpe na cabeça", indicou o procurador de Soissons, Frederic Trinh.

"A ocupante do quarto ao lado, (...) de 102 anos, manifestou-se, em grande estado de agitação, afirmando 'ter matado alguém'", acrescentou.

Transferida para um centro hospitalar por causa de "seu estado de confusão e agitação", a centenária "foi, após exame por um especialista, admitida em uma clínica psiquiátrica".

Ela "não foi ouvida" pelos investigadores, disse Trinh à AFP. Uma avaliação psiquiátrica deve ser realizada "para determinar se esta senhora é imputável judicialmente", disse ele.

AFP



As autoridades anunciaram hoje (24) quatro mortes de alpinistas nas últimas horas no Everest, o que eleva para oito o número de vítimas fatais na maior montanha do planeta na atual temporada, onde o grande fluxo cria perigosos engarrafamentos na chamada "zona da morte".

Ainda esse ano foram registradas cenas de engarrafamentos impressionantes na montanha de 8.848 metros de altitude. O período entre o fim de abril e o mês de maio é considerado mais vantajoso para a escalada do monte, pois as condições meteorológicas são menos extremas.

Até quinta-feira, quase 550 alpinistas alcançaram o topo do Everest na temporada, de acordo com dados divulgados pelas autoridades nepalesas.

Dois indianos, um austríaco e um nepalês morreram na montanha nas últimas 48 horas.

Vitimas 
A indiana Kalpana Das, de 52 anos, chegou ao topo do Everest, mas faleceu na quinta-feira à tarde no momento da descida. Outro indiano, Nihal Bagwan, 27 anos, também morreu durante a descida.

"Ele ficou bloqueado no engarrafamento durante mais de 12 horas e estava esgotado. Os guias sherpa trouxeram-no para o campo 4 e morreu no local", relatou Keshav Paudel, da agência Peak Promotion.

No lado tibetano da montanha, menos movimentado do que o lado nepalês, morreu um alpinista austríaco de 65 anos, anunciou um organizador de expedição.

Um guia nepalês de 33 anos faleceu em um acampamento-base, depois de ficar doente no campo 3, a 7.158 metros de altitude.

Lotação
Fotos impactantes divulgadas nos últimos dias mostram uma longa fila de alpinistas, muito próximos uns dos outros, arrastando suas botas de escalada na área entre o cume e o desfiladeiro sul, onde fica o último acampamento na encosta do Nepal.

Os analistas afirmam que o engarrafamento é provocado pela proliferação de permissões de escalada, assim como pelo reduzido número de "janelas" meteorológicas adequadas para chegar ao topo. Desta maneira, todas as expedições iniciam o ataque final ao Everest durante os mesmos dias.

Na altura extrema, o oxigênio é mais escasso na atmosfera, e os alpinistas precisam recorrer a garrafas de oxigênio para alcançar o topo.

Zona da Morte
Uma altitude de 8.000 metros acima do nível do mar é considerada a "zona da morte".

"Permanecer muito tempo na zona da morte aumenta os riscos de congelamento, de sofrer o mal da altitude, ou mesmo de morte",explica à AFP Ang Tsering Sherpa, ex-presidente da Associação de Alpinistas do Nepal.

Nos dias anteriores, outros dois alpinistas indianos e um americano faleceram no Everest. Um montanhista irlandês também teria falecido, depois de escorregar e cair de uma área a 8.300 metros de altitude. O corpo não foi encontrado.

No ano passado, foram registradas cinco mortes na temporada de escalada do Everest.

Desde que as autoridades nepalesas liberaram a escalada no Monte Everest nos anos 1990, as expedições comerciais aumentaram, assim como o número de alpinistas.

Este ano, o Nepal concedeu para a temporada de primavera (hemisfério norte) o recorde de 381 permissões, ao preço de 11.000 dólares por pessoa, de acordo com os últimos dados disponíveis.

Cada titular de uma permissão é acompanhado por um guia, o que significa que mais de 750 pessoas estão na rota para a escalada.

Ao menos 140 receberam permissões para escalar o Everest a partir do flanco norte, no Tibete.

AFP


Botsuana, o país com maior número de elefantes do mundo, decidiu liberar a caça a esses animais no seu território, informaram fontes oficiais.

A decisão foi antecipada ontem à noite, em comunicado, pelo Ministério de Meio ambiente, Conservação e Turismo de Botsuana e foi adotada depois de extensas consultas com todas as partes envolvidas, segundo o texto.

O aumento dos conflitos entre humanos e elefantes - por exemplo, por invasão dos paquidermes em localidades e terrenos de cultivo - ou o aumento dos predadores (derivado do crescimento demográfico dos elefantes) e suas consequências para o gado estão entre os motivos apontados para a liberação.

Elefantes ficaram protegidos durante cinco anos
A caça havia sido proibida desde 2014, pelo presidente anterior, Ian Khama (2008-2018).

O Ministério começou o processo de consultas em fevereiro porque havia "duas escolas de pensamento" a respeito de liberar a caça.

O debate envolveu as comunidades afetadas pelo aumento da população de elefantes, autoridades locais, ONGS, empresas de turismo, pesquisadores e conservacionistas, entre outros.

Com mais de 135 mil exemplares, Botsuana tem a maior densidade de população de elefantes do mundo.

Agência EFE


Um cearense foi escolhido pela Academia Brasileira de Música para receber a mais importante honraria da instituição, a Medalha Villa-Lobos, na categoria Compositor. 

Natural de Russas, Liduíno Pitombeira participará da cerimônia de entrega do título em julho, durante concerto em comemoração ao aniversário da ABM, a ser realizado na Sala Cecília Meireles.

Apesar de ter cursado Eletrotécnica na Escola Técnica Federal do Ceará e trabalhado durante 16 anos na outrora Coelce (Companhia Energética do Ceará), hoje ENEL, o artista concomitantemente construiu uma base musical ao realizar estudos no Curso de Música na Universidade Estadual do Ceará (UECE), à noite.

Foi na instituição, inclusive, que se graduou, em 1996 e, desde a data, não parou mais de realizar trabalhos no segmento.

Desligando-se do antigo emprego, em 1998, foi cursar mestrado e doutorado nos EUA, com bolsa da Louisiana State University.

Atualmente professor de Composição da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Liduíno, além das peças que compõe – entre os destaques estão “Retrato de uma cidade”, com texto de Carlos Drummond de Andrade; “Sonata para violoncelo e piano Nº 1; e “Urban Birds” – também tem pesquisas e teorias musicais publicadas em periódicos e apresentadas no Brasil e no exterior.

Está marcada para julho a entrega da Medalha Villa-Lobos ao artista
Alcance
Pitombeira também foi consultor de música da Secretária de Cultura do Estado do Ceará entre 1995 e 1997, onde elaborou e coordenou projetos como os da Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho e Quinteto de Sopros Alberto Nepomuceno.

Seu trabalho já foi reconhecido internacionalmente; em março de 2004 recebeu, nos Estados Unidos, o prêmio MTNA-Shepherd Distinguished Composer of the Year (Compositor do Ano) por seu trio com piano“Brazilian Landscapes Nº 1”, além de diversos outros títulos.

Diário do Nordeste


Cinco pessoas foram presas durante uma operação feita pela Polícia Civil do Amazonas que tinha o objetivo de prender envolvidos em crimes de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes na capital do Estado.

As investigações, que começaram há dois meses, conseguiram encontrar os suspeitos Adson Leandro Ximenes da Silva, Francisco Justino da Silva, Jehiel Erikson Alencar França, Carmelino Vicente Gomes Freire e Cristovão Freitas de Sousa.

De acordo com a polícia, foram apreendidos cinco notebooks, sete celulares e três HDs com os suspeitos. O material ainda vai passar pela perícia para que sejam encontrados outros envolvidos nos crimes.

Os suspeitos foram indiciados por estupro de vulnerável e ficarão à disposição da Justiça. Enquanto isso, ficarão no Centro de Detenção Provisória Masculino.

Ao todo, foram expedidos 23 mandados de busca e apreensão. Eles foram cumpridos em bairros da zona centro-sul, centro-oeste, norte e leste. Aqueles suspeitos que têm mandado de prisão e não foram achados, são considerados foragidos pela polícia.

A operação que prendeu os homens foi nomeada Araceli em homenagem à menina Araceli Cabrera Sánchez. Ela foi morta em 1973 no Espírito Santo, vítima de violência sexual e o corpo dela só foi achado seis dias depois do crime.

Yahoo Notícias


A família dos seis turistas brasileiros encontrados mortos em um apartamento no Chile havia viajado para Santiago para comemorar o aniversário de Caroline Nascimento de Souza, uma das vítimas, que faria 15 anos nesta sexta-feira (24).

Além de Caroline, também morreram seu pai, Fabiano de Souza, 41; sua mãe, Débora Muniz Nascimento de Souza, 38; seu irmão Felipe Nascimento de Souza, 13; e seus tios Jonathas Nascimento, 30 e Adriane Kruger. Jonathas era irmão de Débora.

Familiares identificaram as vítimas na manhã desta quinta-feira (23). Ainda não há informações sobre data e local do velório e sepultamento das vítimas. A prefeitura de Biguaçu, na Grande Florianópolis (SC), onde viviam quatro das seis vítimas, disse que há planos para um velório coletivo.

Os pais dos dois adolescentes moravam no Balneário de São Miguel em Biguaçu. Jonathas também era catarinense, mas vivia em Hortolândia (a 97 km de São Paulo), na região de Campinas. Sua mulher, Adriane, era natural de Goiás.

Em Hortolândia, Jonathas era funcionário do departamento pessoal do Iatec (Instituto Adventista de Tecnologia). A empresa atende exclusivamente a rede de igrejas adventistas com consultoria, suporte e manutenção de sistemas de informática. Em nota, o Iatec lamentou o ocorrido e informou que Jonathas estava em período de férias.

"O Iatec está oferecendo todo apoio aos familiares neste momento difícil e de profundo pesar", disse.

Os corpos foram encontrados na tarde de quarta-feira (22) em um apartamento em Santiago, no Chile. Os turistas estavam a passeio no país havia cerca de uma semana, e se hospedavam em um apartamento reservado pelo site de locações Airbnb.

Familiares no Brasil dizem que as mortes foram causadas por vazamento de gás -mesma suspeita da polícia chilena. O comandante da polícia do país, Rodrigo Soto, disse ao jornal "El Mercurio" que os policiais encontraram um forte cheiro do gás quando entraram no apartamento.

Ao todo, 25 bombeiros chilenos participaram da ocorrência -eles fazem a perícia para comprovar o o vazamento. Trabalham com três hipóteses: o gás pode ter vazado do aquecedor de água, do aquecedor geral ou do gás de cozinha. As janelas do apartamento, que fica no sexto andar, estavam fechadas. Pelas condições que foram encontrados os corpos, se presume que a intoxicação aconteceu muito tempo antes.

O site do jornal local La Hora noticiou que a noite de terça (20) foi a mais fria registrada no país: as temperaturas chegaram a 1ºC negativo na região central de Santiago. Isso, supostamente, justificaria a necessidade de se fechar as janelas e ligar a calefação, de onde teria vindo o gás.

A informação está de acordo com as temperaturas registradas pelo site de medição de temperatura Weather.com, segundo o qual os dias 21 e 22 de maio foram os mais frios do mês na capital chilena.

O edifício onde ocorreram as mortes fica na esquina das ruas Santo Domingo e Mosqueto, na região conhecida como Bellas Artes, centro de Santiago.

A tragédia foi antecedida por outra perda familiar: a mãe de Jonathas e Débora, que tinha câncer, morreu em Florianópolis na terça-feira (21). A família já tinha sido informada e planejava antecipar o retorno para estar presente no velório.

O Ministério das Relações Exteriores (MRE), por meio do Consulado-Geral do Brasil em Santiago, disse em nota que acompanha o caso dos brasileiros mortos na cidade, prestando assistência com a expedição de atestados de óbito e contato com autoridades locais. Diz ainda que "não há previsão legal para o pagamento" do traslado dos corpos até o Brasil pelo Governo Federal.

A família dos turistas organiza uma campanha de arrecadação para trazer os corpos das vítimas ao Brasil. A campanha foi criada na manhã desta quinta-feira (23), e pede R$ 100 mil.

O Airbnb, ferramenta pela qual o casal alugou o apartamento, prometeu dar assistência aos parentes das vítimas. "Estamos profundamente consternados com este trágico incidente. Nós nos solidarizamos com os familiares e estamos em contato para prestar todo apoio necessário aos familiares neste momento difícil. A segurança de nossa comunidade de viajantes e anfitriões é a nossa total prioridade", disse a empresa, em nota.

O aplicativo possui um seguro para proteger danos aos imóveis e indenizar os proprietários se ocorrerem problemas. Em situações de acidentes com turistas, as situações são avaliadas caso a caso, segundo a assessoria de imprensa do Airbnb.

Folhapress


Um incêndio em um edifício comercial de Surat, na Índia, deixou ao menos 21 mortos nesta sexta-feira (24). De acordo com o jornal "The Hindu", todas as vítimas eram adolescentes que participavam de um curso no local. Há feridos.

Segundo informações da polícia local, o incêndio começou por volta das 16h local (7h30, em Brasília). As autoridades acreditam que um curto-circuito tenha provocado as chamas.


O fogo começou no segundo andar do edifício. A maior parte das vítimas morreu ao subir para o terceiro e último andar para tentar escapar das chamas e ficaram presas, detalhou o delegado adjunto. Muitos dos estudantes pularam do prédio em chamas para tentar escapar.

O presidente reeleito da Índia, Narendra Modi, lamentou a tragédia nas redes sociais. "Extremamente consternado pelo incêndio em Surat. Meus pensamentos estão com as famíkias destroçadas. Espero que os feridos se recuperem rapidamente", afirmou.

G1


Uma operação da Polícia Civil prendeu, na manhã desta sexta-feira (24), o secretário de Urbanismo e Obras do município de Nova Olinda, interior do Ceará, e o diretor do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran), Cicero Kedyson Queiroz da Silva, suspeitos de corrupção e fraudes no órgão de trânsito. O secretário João Paulo Sampaio é o irmão do prefeito de Nova Olinda. Eles são suspeitos de participar de um esquema de venda ilegal de veículos apreendidos.

A operação, nomeada de "Sinal de Verde", cumpre cinco mandados de busca e apreensão, também nesta manhã.

Em nota, a prefeitura de Nova Olinda informou que o prefeito Afonso Sampaio exonerou os dois servidores presos e "já determinou à Procuradoria Geral do Município a abertura de processo administrativo para apuração das condutas dos servidores". O gestor municipal também afirmou que "aguardará a conclusão das investigações para a adoção de outras medidas que se fizerem necessárias".

Segundo a polícia, a fraude consiste na venda de veículos apreendidos e até a liberação irregular dos veículos. As investigações começaram no fim de 2018.

Denúncias de servidores do órgão
De acordo com o delegado regional da Delegacia do Crato, Luíz Eduardo, as investigações iniciaram após denúncias recebidas de cidadãos e de alguns investidores municipais. Os dois gestores negociavam os veículos retidos de forma irregular.

“Nós recebemos algumas denúncias de alguns cidadãos e de alguns servidores municipais no que diz respeito da entrega de veículos de forma irregular e de retenção de veículos de forma irregular. Duas pessoas que fazem ou deveriam gerir o órgão estavam negociando esses veículos com as pessoas no caso essas vítimas que tiveram os mesmos retidos”, explica o delegado.

Ainda segundo o delegado Luís Eduardo, a dupla agia em conjunto, mas não descarta o envolvimento de outras pessoas. “Eles trabalhavam em conjunto em dupla. Talvez tenha mais alguém envolvida. A gente ainda vai apurar com toda a documentação que a gente recolhe ainda hoje. Mas eles trabalhavam juntos nesta questão de reter documentos e recolher veículos”.

A operação Sinal Verde segue em andamento nesta sexta-feira. Os mandados são cumpridos por policiais civis na sede do Demutran e em alguns depósitos monitorados pelo órgão de trânsito.

G1 CE


Dono do carro atingido pela menina de 4 anos, arremessada pela própria mãe através da janela do 5º andar de um prédio em São Paulo, o motorista de aplicativo Carlos Roberto Agili Júnior, 44, classificou como um “milagre” o fato da criança ter sobrevivido à queda.

“Graças a Deus a menininha está bem. Na hora você não imagina que pode ser uma criança, só ouvimos um estrondo forte. Foi um susto muito grande. Se a gente tivesse entrado um minuto antes ou depois e ela não tivesse batido no carro, acho que não teria sobrevivido", disse ele, ao portal UOL.

A criança, internada em estado estável e sob observação no Hospital das Clínicas, foi jogada pela mãe, de 29anos, na madrugada desta sexta-feira (24), em um condomínio localizado no bairro do Jaguaré.

Em seguida, a mãe ateou fogo nas cortinas do apartamento, abriu a válvula de gás e se pendurou na janela. Ela se jogou no momento em que o Corpo de Bombeiros invadiu a residência.

O impacto da queda da criança foi absorvido pelo para-brisas do carro de Júnior, que entrava na garagem no momento.

Segundo o último boletim médico, divulgado na manhã desta sexta-feira (24), a menina deu entrada na unidade com escoriações e está na observação clínica em estado estável. Já a mãe teve múltiplas fraturas e está em estado grave.

A mãe e a irmã da mulher foram avisadas e segundo a polícia relatos de pessoas próximas à mãe da menina disseram que ela tem um histórico de surtos.

O caso foi encaminhado para o 91º DP (Vila Leopoldina).




O repórter Hilder Monção, da TV Antena 10, mostrou a curiosa história de Andreza, que vive com seu dois ‘maridos’, na cidade de Parnaíba.

Andreza conheceu primeiro Miranda, depois Reginaldo, e resolveu morar com os dois quando cansou de ficar com eles em separado.

Hoje o trio mora na mesma casa e segundo o trio, não há ciúmes, apesar de que, no começo, foi muito estranho.

Miranda e Reginaldo dizem que os dois são amigos e que não há nenhum problema na convivência.
Andreza diz que não se importa com o que as pessoas dizem e se dá bem nas hora dos afazeres domésticos, já que os maridos fazem tudo.

O trio sonha em casar, mas até o momento, esse tipo de formalização da união não é possível. Vídeo:



Cidades em Foco

Filme do brasileiro Karim Aïnouz é primeiro brasileiro a levar prêmio maior da competição paralela à oficial do festival. Elenco tem Fernanda Montenegro e Carol Duarte.

As atrizes Flavia Gusmao, Barbara Santos, Carol Duarte e Julia Stockler com o diretor Karim Ainouz e o ator Gregorio Duvivier em Cannes — Foto: Joel C Ryan/Invision/AP
O filme brasileiro "A vida invisível de Eurídice Gusmão" foi o vencedor da mostra Um Certo Olhar, do Festival de Cannes, nesta sexta-feira (24). Com isso, a produção dá ao Brasil seu primeiro prêmio principal da competição paralela do evento.
 Dirigido pelo cearense Karim Aïnouz, narra a trajetória de duas irmãs cariocas nos anos de 1950, cujos sonhos são soterrados pelo peso de uma sociedade machista. Fernanda Montenegro e Carol Duarte dividem o papel de Eurídice.

"É um grande prazer representar o Brasil", afirmou o diretor ao receber o prêmio, segundo o site da revista "The Hollywood Reporter". "Nós estamos passando por algo no Brasil agora que é muito muito difícil, e que tem algo a ver com intolerância."

A mostra Um Certo Olhar é uma competição paralela à oficial de Cannes, e tem o objetivo de exibir e celebrar obras com linguagem experimental. Este ano, seu júri é presidido pela atriz e diretora libanesa Nadine Labaki.

O filme é baseado no romance homônimo de Martha Batalha. Júlia Stockler interpreta Guida, irmã de Eurídice. Gregório Duvivier, Marcio Vito e Nikolas Antunes também estão no elenco.

Este é o terceiro longa do diretor brasileiro apresentado em Cannes. Sua primeira participação foi em 2002 com o filme "Madame Satã". Retornou ao festival em 2011 com "O abismo prateado".


Fernanda Montenegro em cena do filme 'A vida invisível de Eurídice Gusmão', do diretor Karim Aïnouz — Foto: Divulgação/Bruno Machado

G1


Moradores fecharam os dois sentidos da BR 101 (Rodovia Rio-Santos), em Angra dos Reis (RJ), no fim da manhã desta sexta-feira (24). Eles utilizaram dois corpos para fechar as pistas, ateando fogo em pneus e pedaços de madeira, e largaram os cadáveres no meio da estrada. As informações são da Polícia Rodoviária Federal.

A barricada foi montada por um grupo de 20 pessoas, por volta das 10h, na altura do km 474, próximo ao bairro Lambicada.

Em contato com o Yahoo Notícias, a Polícia Federal Rodoviária do Rio de Janeiro afirmou que os corpos foram colocados na estrada em forma de protesto por conta da demora na retirada dos cadáveres da comunidade pelo IML (Instituto Médico Legal).

As duas mortes, segundo a PRF, ocorreram após uma operação da PM na região. A Polícia Militar, no entanto, negou ter realizado qualquer ação na área, conforme informou a PRF.

Por volta das 11h, a BR-101 já havia sido liberada e os corpos já recolhidos pelo IML.

Yahoo


Centenas de vidas impactadas pelos desastres nas ruas. Ocorrências que, além de dor e sofrimento aos pacientes e seus familiares, afetam diretamente as demandas do Sistema Único de Saúde (SUS). Levantamento feito pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), com base em informações do Ministério da Saúde, revela que entre 2009 e 2018 o Ceará registrou 106.029 internações hospitalares devido a acidentes de trânsito.

Com esse total de internações em 10 anos, Ceará é o terceiro no Brasil que mais hospitalizou pacientes devido acidentes no período. Apenas São Paulo e Minas Gerais superam esse índice negativo.

Os dados evidenciam ainda que nesse intervalo 2012 foi o ano que registrou o maior número de internações devido a acidentes de trânsito no Ceará, com a hospitalização de 12.078 pessoas. Em 2009, foram 7.522 casos. Os casos são considerados bastante altos, embora venham em queda desde 2014. Em 2018, no Ceará, 10.075 pacientes deram entrada em hospitais e precisaram ficar internados devido ocorrências no trânsito.

No Brasil, entre 2009 e 2018, foram contabilizadas 1.636.878 internações. Esse quantitativo inclui dados de pedestres, ciclistas, motociclistas e motoristas.

As internações no Ceará consumiram R$ 152.999.473,58 do SUS, em valores atualizados pela inflação do período. Os gastos no estado só foram inferiores aos de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Paraná.

Apenas no ano passado, as hospitalizações de vítimas de acidentes de trânsito custaram ao SUS no Ceará R$ 14.216.776,68.

Um dos fatores evidenciados historicamente como possível potencializador dos acidentes é a ausência de fiscalização e controle no trânsito nos municípios do Ceará. Procurado nesta terça-feira, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-Ceará) não respondeu às demandas da reportagem. Projeto de municipalização do trânsito


No Ceará, desde setembro de 2018, o “Projeto Municipaliza” desenvolvido pelo Ministério Público do Estado do Ceará em parceria com outras instituições, tem buscado discutir e operacionalizar ações de municipalização do trânsito. O promotor de Justiça Hugo Porto, explica que a iniciativa visa auxiliar na redução das estatísticas e mortes de acidentes no trânsito, assegurar fiscalização e combater a sobrecarga dos recursos de saúde nos gastos com acidentes.

Segundo o promotor, hoje, dos 184 municípios do Ceará, 69 têm o trânsito municipalizado formalmente, mas, na prática “plenamente funcionando, é possível falar em pouco mais de duas dezenas de cidades”, diz ele.

O promotor disse ainda que a iniciativa do MP deverá recolher dados dos municípios para compreender questões como frota, sobrecarga no sistema de saúde e gastos. “Ao final desse ano, teremos esse levantamento sobre o que se integrou e o que está pendente”, afirma.

G1 CE



Uma mulher de 30 anos atirou a filha de 4 anos do 5º andar de um prédio na Vila São Francisco, região do Jaguaré, na zona Oeste de São Paulo, ateou fogo nas cortinas e sofá e acabou se jogando da janela na madrugada desta sexta-feira (24). As duas estão internadas no Hospital das Clínicas.

A polícia atendeu um chamado por volta da 0h30 por conta da queda da menina, sobre o para-brisa de um carro que estava entrando no condomínio. O GATE (Grupo de Ações Táticas Especiais) foi chamado para negociar com a mãe, que estava próxima à janela e se recusava a abrir a porta. Por volta das 2h30, a moça ateou fogo nas cortinas e no sofá e, quando os bombeiros entraram no local, ela se jogou.

A menina está fora de perigo. A Polícia Militar acredita que o fato de ela ter caído sobre o carro acabou amortecendo o impacto. Já a mãe está em estado grave, segundo informações da Globo. A Polícia Militar acredita que ela sofreu um surto. As duas moravam no local há pouco tempo.

Metro Jornal


Uma Força Tarefa da Polícia Civil e Guarda Civil Municipal acontecida por volta das 15h50min desta quinta-feira (23/05) resultou na prisão do elemento Antônio Francisco Ribeiro da Silva, vulgo "Boião", o bandido em questão é bastante perigoso, e se encontrava foragido da Justiça.

Segundo informações do Aconteceu Ipu, a Polícia Civil fez várias diligências na região serrana de Lagoa Velha, zona rural de Ipu conseguindo êxito na prisão deste elemento.

Vulgo Boião vivia foragido na mata desta região serrana, depois de cometer diversos crimes, dentre eles homicídio e roubos. O mesmo já tem condenação pelo crime de homicídio, e se encontrava foragido.

Os agentes adentraram na mata e de forma articulada, cercaram o local e capturaram o indivíduo. O trabalho foi realizado na forma integrada, e este é mais um criminoso que foi tirado de circulação.


Fizeram parte desta ocorrência as Equipes Polícia Civil: Dr. Rômulo, Davi, Shinaider, Sérgio, Leandro. Equipe da Guarda Civil Municipal: GCM Roberto, GCM Wagner, GCM Farias, GCM Joaquim e GCM André.

Aconteceu Ipu




Um carro derrubou um poste e uma árvore após o motorista perder o controle da direção na Avenida Godofredo Maciel, em Fortaleza, na madrugada desta sexta-feira (24). O acidente aconteceu por volta da meia-noite.

Conforme um agente da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o carro trafegava no sentido Centro-interior e, ao fazer uma curva, colidiu com um poste, rodou duas vezes na pista, subiu uma calçada e derrubou uma árvore. O acidente ainda danificou o muro de duas residências e o portão de uma delas.

Dentro do carro, estava um casal que não teve a identidade revelada. O homem e a mulher tiveram apenas ferimentos leves. Os Airbags do carro foram acionados. Com a queda do poste, a fiação ficou espalhada na via. Além disso, parte das residências da região ficousem energia.


Agentes da PRE atenderam a ocorrência. Por volta das 5h, o poste foi substituído por uma equipe da Enel e o carro envolvido no acidente foi retirado da avenida.


Francisco Marcos Lima, proprietário de uma das casas atingidas, estava dormindo no momento em que tudo aconteceu. "Quando eu desci, já estava tudo no chão. Atingiu o muro e uma pia", afirmou.

Francisco mora há mais de 50 anos no local e já presenciou vários acidentes na Avenida Godofredo Maciel. "Já tinha visto outros acidentes, mas essa foi a primeira vez que minha casa foi atingida", disse.

G1 CE


Uma tábua despencou do alto de um prédio em construção na avenida Deputado João Frederico Ferreira Gomes, em frente o colégio Arco Íris, no bairro Campo dos Velhos. O pedaço de madeira caiu em um poste da rede de energia elétrica, que fechou o circuito elétrico, causando pânico aos moradores, pois o barulho foi ensurdecedor. O acidente aconteceu na manhã desta quinta-feira, dia 23.

Ressalta-se que o prédio era pra ter uma rede de proteção para evitar a queda de objetos. Por pouco não aconteceu uma tragédia, ou seja, poderia ter caído em cima de uma pessoa.

Sobral 24 Horas



Diversas fotos de uma van da marca Fiat e modelo Ducato, com adesivo que o vincula à Prefeitura de Juazeiro do Norte, que estaria supostamente estacionada em um motel, circularam nas redes sociais, na manhã desta quinta-feira (23). O caso teria acontecido na tarde do último domingo (19). Em nota, a administração municipal confirmou que o veículo presta serviço à Secretaria de Saúde e garantiu que notificou a empresa locadora.

De acordo com a Prefeitura, a Rotha Locações e Serviços Eireli-ME, responsável pelo veículo, foi notificada extrajudicialmente, ainda hoje, para prestar os devidos esclarecimentos a respeito do uso indevido do veículo. A empresa tem até cinco dias para apresentar a defesa.

Caso a locadora de veículos não se apresente, será instaurado um Processo Administrativo para apurar eventuais irregularidades. O caso possibilita a declaração de inidoneidade e proibição de contratar com o poder público, aplicação de multa e outras sanções, penalidades legais e contratuais, bem como a rescisão unilateral do contrato.

“Importante destacar que tal situação fere a imagem do município frente à sociedade, e que essa gestão não compactua e combate categoricamente”, disse a Prefeitura em nota. “Diante dessa realidade, os veículos que prestam serviço à administração e são identificados não podem ser utilizados para fins diversos que ferem a honra, a moralidade e os bons costumes”, completa.
A nota na íntegra pode ser lida AQUI.

Resposta
O proprietário da empresa locadora, Luiz Carlos Valentim, o Lulinha, em entrevista ao jornal Supertempo, na Rádio Tempo FM, de Juazeiro do Norte, afirmou que o funcionário já foi identificado e, de antemão, afastado. “A empresa vem pedir, primeiro, desculpas à população e à Prefeitura. Assumimos a responsabilidade. Não compactuamos com isso. Foi uma falha, mas em nenhum momento deixamos de cumprir nosso contrato”, completou.

Diário do Nordeste