Após três horas e meia, terminou o sequestro de passageiros de um ônibus na Ponte Rio-Niterói, que liga as duas cidades do estado do Rio de Janeiro. O veículo foi parado na via por volta das 5h45 da manhã desta terça-feira (20). Após liberar seis reféns, às 9h02, o suspeito saiu do ônibus e foi baleado na perna por um sniper (atirador de elite). Às 9h18, a PM informou que o sequestrador morreu na ação. Ele usava uma arma de brinquedo. Todos os reféns estão bem. Veja o momento em que o sequestrador foi atingido pelo atirador de elite:
 

Por volta das 8h40, havia 31 reféns no ônibus, segundo a PM. Outros seis foram soltos. A Polícia havia informado anteriormente que eram, ao todo, 22 sequestrados. Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Militar acompanharam o sequestro desde os primeiros minutos.

Sequestrador disse que era policial
De acordo com a PRF, o suspeito se identificou como policial militar. "Ele parou o ônibus da Galo Branco na Ponte Rio-Niterói. Ele está ameaçando jogar gasolina no ônibus, colocando os passageiros em perigo. Estamos em negociação com ele para liberar mais reféns, não sabemos qual o real propósito dele", disse mais cedo a porta-voz da PRF, Sheila Sena.

Segundo o portal G1, o homem mandou o motorista parar o transporte no sentido em direção ao Rio. Um telefone celular foi repassado de dentro do ônibus para a PRF, numa ação rápida. Às 6h30, um objeto em chamas foi jogado para fora do veículo.

O Batalhão de Operações Especiais (Bope) chegou ao local por volta das 6h55 com negociadores para tentar um contato com o sequestrador. Às 7h20, a rodovia também teve o outro sentido bloqueado.

Um telefone celular foi repassado de dentro do ônibus para a PRF -Reprodução/TV Globo
O ônibus faz uma linha que sai da cidade de São Gonçalo, na Região Metropolitana, e vai até o Bairro Estácio, na região central do Rio. A via foi boqueada e um grande congestionamento se formou nos acessos à Ponte Rio-Niterói.
A via foi boqueada e um grande congestionamento se formou nos acessos à Ponte Rio-Niterói - Reprodução/TV Globo
Diário do Nordeste


Baixinho' e 'Homem Raio' juntos mais uma vez! Através das redes sociais, Clodoaldo anunciou nesta terça-feira (20) que está retornando aos gramados e vai defender o Fortaleza na Taça Fares Lopes. Com o reforço, o atacante vai reeditar a dupla com Rinaldo, outro ídolo tricolor que está inscrito na competição pelo clube.

Em contato com o Diário do Nordeste, Clodoaldo afirmou que o retorno foi ideia da diretoria tricolor e que os treinamentos foram iniciados nesta terça-feira (20), no CT Ribamar Bezerra, em Maracanaú. "Como só vai jogar o elenco sub-20 na Fares Lopes, recebi o convite do Fortaleza e aceitou. Estou ansioso para jogar com o Rinaldo. Vamos esperar a oportunidade e, se surgir, tentar relembrar um pouco do passado", declarou.

Fora dos gramados, o baixinho está trabalhando como auxiliar do sub-13 leonino. Em 2018, foi inscrito pelo Leão na Fares Lopes sob a justificativa de que iria pendurar as chuteiras naquela edição. A volta foi com brilho, quando estreou com um gol diante do Floresta. Também ajudou no Clássico-Rei ao dar uma assistência na vitória por 2 a 1. Naquela época, "se aposentou" com 127 gols - terceiro maior artilheiro do Leão na história.

 A principal motivação para a volta é a possibilidade de atuar ao lado do centroavante Rinaldo, que tem a Fares Lopes como última competição da carreira. Aos 44 anos e trabalhando na base do Leão, o homem raio, que é o 4ª maior artilheiro do clube com 108 gols, vai atuar junto do time sub-20 na Fares Lopes.

Além da dupla, que fez história no Brasileirão de 2004, o Fortaleza trouxe o volante Sérgio, que pertence ao Tricolor e estava no catarinense Hercílio Luz, e o atacante Luiz Henrique, revelado no clube e com passagens por Botafogo e Corinthians.

Clodoaldo e Rinaldo devem atuar juntos já no Clássico das Cores, dia 28 de agosto. A partida contra o Ferroviário é a próxima do clube na competição, marcada para o estádio Presidente Vargas (PV), às 15h30, válido pela 2ª rodada. No jogo de abertura, o time foi superado pelo Guarany de Sobral por 1 a 0, no Junco.

Diário do Nordeste


Uma adolescente de 15 anos sofreu uma emboscada em frente a uma escola do município de Ipu. Enquanto uma jovem de 23 anos surrava impiedosamente a vítima, outras duas filmavam as agressões e incitavam a violência.

O fato chegou ao conhecimento da autoridade policial, até porque as agressoras tiveram a audácia de divulgar amplamente o vídeo da violência em rede social. A jovem de 23 anos de nome Paloma, que efetuou as agressões, foi intimada a comparecer à Delegacia de Polícia Civil de Ipu, e diante do delegado alegou que bateu na garota, porque soube que a mesma estaria sendo amante do seu marido, mas que está muito arrependida do ato. A adolescente; vítima das agressões também foi ouvida, faltando a outra maior de idade que estava filmando e incitando que as agressões procedessem, a terceira é uma menor.

O fato absurdo aconteceu na quinta-feira (15/08), em frente a Escola Valdimira Coelho (antigo José Lourenço). A vítima fez exame de corpo delito, constatando as agressões sofridas, e a agressora será indiciada por crime de lesão corporal e crime de difamação por ter divulgado o vídeo, expondo a menor de idade. A outra maior responderá por incitação ao crime.


Direto da DPC de Ipu entrevista ao competentíssimo delegado Dr; Rômulo de Oliveira Melo, que além do caso acima narrado, falou da Força  da Tarefa e do Plantão da Polícia Civil, em Ipu, que extraordinariamente ocorrerá também neste próximo final de semana, em virtude dos Festejos do Município. 

Repórter Francisco José



Moradora de Várzea do Giló, região serrana de Ipu, compareceu na manhã desta segunda-feira (19/08), para registrar Boletim de Ocorrência (B.O), por ter sido vítima de furto.

A professora Soraia Mororó (Sol Mororó), reclama que teve sua casa invadida e furtada num curto período de uma semana. A primeira vez aconteceu na terça-feira (13/08), quando teve que se ausentar do recinto e ao retornar teria levado a frente de um som mix, no domingo (18/08), quando também o domicílio estava sem ninguém no seu interior, foi levado o restante do paredão.

De acordo com o que foi dito pela jovem Sol Mororó, está havendo uma onda de furtos em Várzea do Giló, e destacou outras vítimas. Soraia também fez críticas à segurança do município de Ipu.


Repórter Francisco José



A jornalista Maria Beltrão, 47, foi flagrada na tarde desta segunda-feira (19) rebolando em frente aos seus colegas de trabalho. Beltrão conversava com os amigos na redação da Globo News quando começou a dançar, sem perceber que estava no cenário de fundo do jornal Edição das 16h do canal.

A dança durou poucos segundos, mas foi o suficiente para os internautas notarem. Nas redes sociais, eles comentaram sobre o assunto. "Não paro de rir com os colegas lá trás no switcher desesperados tentando avisá-la", disse um internauta.
 

A jornalista do Estúdio I também participou de outra gafe há pouco tempo. Na ocasião, um produtor apareceu sem querer durante seu programa, enquanto levava um copo de água para a jornalista, e acabou sendo flagrado pela câmera.

Folhapress


A filha da cantora Claudia LeitteBela, nasceu nesta terça-feira (20). O parto da terceira filha da artista, que já é mãe de Davi e Rafael, com dez e sete anos, respectivamente, foi realizado nos Estados Unidos.

Os três filhos são frutos do casamento com o empresário Márcio Pedreira, de quem ela está junto há doze anos. "Antes mesmo de te formar no ventre materno, Eu te escolhi; antes que viesses ao mundo, Eu te separei e te designei para a missão de profeta para as nações!", escreveu Claudia em postagem de boas vindas à criança no Instagram.

Em postagem anterior, a cantora explicou o motivo do nascimento da pequena em solo norte-americano. "Ela vai nascer nos Estados Unidos porque tenho uma agenda em andamento aqui fora e tivemos que nos adaptar. Já parei de fazer shows, mas tenho diversos projetos em andamento que estou tocando junto com a minha equipe", escreveu. Diário do Nordeste


A Polícia Militar prendeu um homem e apreendeu quatro espingardas e dois revólveres, neste domingo (18), em uma fazenda, na localidade de Sítio Caiçarinha, em Choró.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, policias receberam uma denúncia que na localidade havia um ponto de comercialização de armas. Após investigações, os agentes chegaram no endereço e encontraram um funcionário, identificado como José Augusto Gomes de Abreu, de 55 anos.
Também estava no estabelecimento a esposa do proprietário. Ao ser interrogada sobre as armas, ela falou que havia uma espingarda no quarto.Após buscas, os policiais encontraram mais três espingardas e dois revóveres. O dono do comércio não foi encontrado.

Além das armas, foram apreendidas 284 munições, 137 quilos de chumbo, recipientes de pólvora, um valor de R$ 3.357,00 e várias espoletas.

O funcionário e a mulher foram levados para a Delegacia Regional de Quixadá. Em depoimento, ela confessou que as armas eram do companheiro e foi liberada. O funcionário José Augusto, que trabalhava diretamente na venda das armas, ficou preso e foi autuado por comércio ilegal de arma de fogo.

Diário do Nordeste


Um homem foi preso por policiais federais, na última sexta-feira (16), sob suspeita de tráfico internacional de drogas. O suspeito estava no Aeroporto Internacional de Fortaleza tentando embarcar rumo a Portugal. Entre a mala e o corpo do suspeito foram encontrados 2,7 quilos de cocaína.

De acordo com a Superintendência Regional da Polícia Federal no Ceará, maior parte da droga estava acondicionada no fundo falso da mala despachada, e o restante junto ao corpo do passageiro, distribuídos entre as duas pernas. A PF informou que o homem tinha embarcado com a droga dias antes em um voo de Salvador até Fortaleza.

Os entorpecentes seriam entregues à pessoas que o aguardariam no exterior. O preso foi conduzido à sede da Polícia Federal no Ceará e as investigações devem prosseguir com objetivo de identificar outros possíveis envolvidos no crime.

Diário do Nordeste


O Instagram está disposto a desembolsar ainda mais grana para garantir que ela seja uma rede social segura. A empresa está anunciando um programa, dedicado a pesquisadores de segurança, que incentiva a busca por aplicativos mal-intencionados que estão abusando de seus dados.

A medida aparece duas semanas depois que a HYP3R, parceira de marketing do Instagram, foi descoberta por ter usado milhões de dados de localização de usuários do aplicativo. Isso acabou causando a remoção da parceria por violação dos termos de uso.

Dan Gurfinkel, engenheiro de segurança do Instagram, conta que o objetivo é proteger as informações que as pessoas compartilham na rede social e encorajar os pesquisadores de segurança a reportar abusos para que, então, medidas possam ser tomadas de forma rápida.


O Instagram foi procurado pela imprensa norte-americana para questionar sobre a quantia que será paga para pesquisadores que encontrarem algo, mas um porta-voz se recusou a revelar os valores. No entanto, em 2018, o Facebook chegou a pagar até US$ 40 mil por informações sobre vulnerabilidades graves na plataforma.

Além da questão do uso de dados por aplicativos de terceiros, o Instagram está lançando um novo programa apenas para convidados que devem testar uma nova ferramenta de compras chamada "Checkout", que permite ao usuário comprar sem precisar deixar o app do Instagram.

Canaltech


O aplicativo de mensagens WhatsApp começará a bloquear contas em todo o mundo por uma violação dos termos da plataforma.

Usuários com menos de 13 anos devem ser banidos do app em breve. Com a medida, o aplicativo busca cumprir requisitos internacionais.

“Se você reside em qualquer outro país, e não nos países pertencentes à Região Europeia, você deve ter pelo menos 13 anos (ou mais, se for exigido em seu país) para se cadastrar e usar”, já estabelece a regra atual.

No entanto, nenhuma medida de fiscalização é adotada pelo aplicativo atualmente. Entretanto, isso deve mudar com um novo recurso de segurança.

A melhoria, que está atualmente em ajustes, será liberada na atualização 2.19.222, sendo primeiro para o sistema operacional iOS.

Contudo, ainda não se sabe exatamente como o aplicativo aplicará a regra, como revelado pelo site especializado WABetaInfo.

REUTERS
Metro Jornal

Golpe depende do roubo do código de verificação do aplicativo

A clonagem de WhatsApp é um golpe que pode trazer transtornos graves à vítima, permitindo que ela seja imitada por alguém com más intenções, facilitando, por exemplo, a extorsão de amigos e familiares. Para piorar, essa modalidade de ataque tem se tornado mais comum: segundo estimativa da empresa de segurança PSafe, cerca de 8,5 milhões de brasileiros já foram atingidos por um golpe do tipo. O número foi obtido com base em um cálculo proporcional dos resultados de uma pesquisa com pouco mais de 12 mil pessoas.

Ainda segundo a empresa, o Dfndr Lab, divisão especializada em segurança digital ligada ao aplicativo de antivírus Dfndr, detectou apenas neste ano mais de 134 mil tentativas de roubo de contas de WhatsApp.

O método de ataque mais comum, segundo Emilio Simoni, diretor do laboratório, envolve enganar a vítima a fornecer o código de autenticação. O cibercriminoso cadastra o número em um aparelho, mas o código é enviado por SMS para o celular da vítima, ao qual o golpista normalmente não tem acesso direto. Por isso, ele tenta entrar em contato com a vítima para fazer com que ela diga o código alegando algum motivo falso, normalmente ligado a segurança. Ao fornecer esse dado, o WhatsApp é bloqueado no celular da vítima e o cibercriminoso passa a ter controle da conta.

Esse não é o único método, no entanto. Uma técnica famosa é o “SIM Swap”, no qual o golpista obtém um chip de celular com o número da vítima, o que pode ser feito enganando um atendente da operadora ou simplesmente o subornando. A partir daí, ele pode usar o WhatsApp de outra pessoa livremente no seu smartphone.

De acordo com o estudo da PSafe, o principal prejuízo destes ataques foram o vazamento de conversas privadas, reportado por 26,7% dos entrevistados. Bem perto, na segunda colocação, está o envio de links com golpes para contatos, com 26,6% das respostas. Outros relatos envolvem solicitações de dinheiro aos amigos (18,2%), perda da conta do WhatsApp (18,0%); e chantagem (10,5%).

A forma mais fácil de evitar esse tipo de ataque é jamais informar para ninguém o número de autenticação que chega por SMS. Outra opção, consideravelmente mais segura, é cadastrar a autenticação em duas etapas, o que garante que, mesmo que alguém tenha o código de verificação do WhatsApp em mãos ele ainda precisará de uma senha previamente cadastrada, o que é mais difícil de ser obtido. Você pode conferir como ativar esse recurso no seu aplicativo neste link.

Olhar Digital


O cabo Walter José Gonçalves, da Polícia Militar do Estado de Goiás ( PMGO ) matou a esposa, a oficial de Justiça Elinda Varanda de Carvalho Sobrinho, com um tiro na cabeça na frente do filho do casal de apenas 3 anos,

O policial não aceitava o fim do casamento. Por volta das 21h de domingo (18), o cabo encontrou a mulher em uma lanchonete depois que ela saiu da igreja . Após concluir que não a convenceria a reatar o relacionamento, ele disparou na cabeça dela.

A mulher foi socorrida, mas morreu em uma unidade de saúde . Segundo o delegado Ramon Queiroz, o policial militar havia sido afastado das ruas há um ano por causa de problemas psiquiátricos.

Por causa do afastamento, o policial estava sem a arma da corporação, mas usou um revólver 38 para matar a oficial de Justiça.

Depois do crime, policiais militares negociaram por quase seis horas para que o cabo não se matasse. Ele foi preso em flagrante.

Fonte: iG



Boris Kipriyanovich é um menino que a primeira vista se parece com qualquer outro garoto de 8 anos, mas quem o conhece melhor sabe que ele é ‘genial’ e no mínimo misterioso. É que Boris alega que veio de Marte e chega a fazer relatos astronômicos que impressionam a todos, ele até chegou a contar alguns ‘segredos’ sobre a vida fora da Terra e tem feito previsões surpreendentes. As informações são do Diário da Amazônia.

Quem conhece o menino há mais tempo diz que ele sempre demonstrou ser especial e chamava a atenção de todos. Hoje, com mais de 22 anos, ele continua comentando sobre o assunto e pede para que ninguém esqueça as mensagens que deixou ao longo de sua vida, mas não revela se continuará falando que é de outro planeta.


A médica Nadezhda Kipriyanovich, mãe do menino, contou que o parto de seu filho foi realizado em 1996 e que foi muito rápido, algo que ela nunca tinha visto e que estranhou o fato de não sentir nenhuma dor. Nadezhda contou ainda que o filho começou a falar quando tinha apenas 4 meses e ao completar 2 anos já sabia ler e apresentava uma inteligência precoce que surpreendia todos os professores.

Ainda bem novo, ele já sabia o nome de todos os planetas do sistema solar, bem como os dos satélites naturais e ainda nomeou raças que segundo a criança, habitavam planetas distantes. Mas foi aos 7 anos, quando estava em um acampamento com os pais e amigos, que Boris disse ser de Marte e que sua missão aqui era salvar a Terra.

O menino na época contou detalhes de como era a vida em Marte, onde a tecnologia seria muito mais avançada que a nossa e que lá, os marcianos param de envelhecer quando completam 30 anos. Boris explicou que o oxigênio da Terra faz as pessoas envelhecerem e isto tem uma explicação científica.

O garoto contou que grupos em Marte entraram em guerra e se destruíram, sendo que a Terra está indo neste mesmo caminho, algo que ninguém duvida, pois o risco de uma guerra nuclear é sempre uma ameaça à vida humana.
 

Nova Placa Mercosul do Detran será obrigatória: Veja os prazos para adesão. Os Detrans de todo o país terão até o dia 31 de janeiro de 2020 para adotar a placa padrão Mercosul. O prazo foi adiado pela Resolução 780 — publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira, dia 28. Antes, a data limite era 30 de junho de 2019. A medida traz ainda ajustes no modelo em relação ao que tinha sido estabelecido em 2018.

De acordo com a nova resolução, publicada pelo Ministério da Infraestrutura, o modelo Mercosul será exigido nos casos de primeiro emplacamento do veículo; substituição de qualquer uma das placas em decorrência de mudança de categoria do veículo ou furto, extravio, roubo ou dano da referida placa; mudança de estado ou município; ou quando houver necessidade de instalação da segunda placa traseira.

A medida, agora, dispensa a implantação da nova placa em caso de transferência de propriedade e troca de categoria do veículo.

Os veículos com placas cinzas poderão circular até o seu sucateamento, sem necessidade de substituição das placas. No entanto, a qualquer momento, os proprietários desses automóveis poderão optar voluntariamente pelo novo modelo.

Lançado no Rio de Janeiro, em setembro de 2018, o novo padrão já está disponível em outros seis estados: Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Paraná, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul. No Rio, custa R$ 193,84.

Contra o desejo do presidente
A manutenção da placa contraria um anúncio feito pelo presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais, em 14 de março. Na ocasião, ele declarou o desejo de acabar com esse tipo de identificação veicular.

“Vamos, com o nosso ministro Tarcísio (de Freitas, do Ministério da Infraestrutura), ver se a gente consegue anular essa placa do Mercosul. Porque não tem o município. Não traz, no meu entender, benefício para o Brasil essa placa do Mercosul. É um constrangimento, uma despesa a mais”, declarou o presidente à época.

Características
A placa deverá ser revestida de película retrorrefletiva, na cor branca, com uma faixa na cor azul na margem superior, contendo ao lado esquerdo o logotipo do Mercosul. Ao lado direito, ficará a bandeira nacional. No centro, a inscrição “Brasil”. Além disso, a identificação deverá conter sete caracteres alfanuméricos, em alto relevo, na sequência LLL NLNN (letras e números).

As cores dos caracteres alfanuméricos deverão variar de acordo com o tipo de uso. Para os veículos particulares, as letras e os números terão a cor preta. Para carros de aluguel ou autoescola, será vermelha. Automóveis oficiais e de representação vão utilizar a cor azul. Veículos diplomáticos terão caracteres dourados. Os de coleção serão identificados pela cor cinza. E os especiais (usados para experiência de fabricantes), pela cor verde.

Haverá também um código de barras bidimensionais dinâmico (Quick Response Code – QR Code), contendo números de série e acesso às informações do banco de dados do fabricante. A ideia é controlar a produção, a logística, a estampagem e a instalação das placas nos veículos, além de verificar sua autenticidade. Esse QR Code elimina a necessidade de lacre (como era exigido no início do processo de implantação das novas placas Mercosul).

Casos excepcionais
Para um veículo já emplacado segundo as regras do Mercosul e transferido para um estado que ainda esteja em fase de transição não poderá ser exigido o retorno ao modelo de placa anterior (cinza).

Se houver a necessidade de adquirir uma nova placa por extravio, furto, roubo ou dano ou se for preciso instalar a segunda placa traseira, o proprietário do veículo poderá adquiri-la de outra unidade da federação, com a intermediação do Detran onde seu veículo estiver registrado.

É obrigatório o uso de segunda placa traseira nos veículos equipados com engates para reboques ou carroceria intercambiável, transportando eventualmente carga que cobrir, total ou parcialmente, a placa do veículo.

Registros no sistema
No caso de adoção do novo modelo, os caracteres alfanuméricos originais da placa deverão ser mantidos no cadastro do veículo. Deverão, também, constar do campo “placa anterior” no Certificado de Registro de Veículo (CRV, documento usado na transferência de propriedade do veículo) e no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV, documento que deve ser sempre carregado pelo condutor), atribuindo-se a nova combinação alfanumérica da placa Mercosul.

Reboques, semirreboques, motocicletas, motonetas, ciclomotores, cicloelétricos, triciclos e quadriciclos, bem como os tratores destinados a puxar ou arrastar maquinaria ou executar trabalhos agrícolas e de construção e pavimentação, ou os guindastes serão identificados apenas pela placa traseira.

Tanto os fabricantes de placas quanto os estampadores deverão ser credenciados pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran), respectivamente.

Mix Vale


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu nesta sexta-feira (16) um carro com um interruptor doméstico no lugar do botão para ligar os faróis. O veículo foi encontrado abandonado em um viaduto da BR-101, no município de Sangão, no sul de Santa Catarina.

Além dos problemas elétricos e do péssimo estado de conservação, o carro estava com o licenciamento vencido. De acordo com a polícia, o dono do carro não foi localizado. O veículo, que tinha placas de Criciúma, foi levado ao pátio da PRF.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, dirigir com a documentação vencida e usar carros com estado de conservação ruim são infrações gravíssimas. Cada uma rende sete pontos na carteira de habilitação, caso o motorista seja identificado.

Veículo, um Santana, foi encaminhado ao pátio da PRF - PRF / Divulgação
GauchaZH

Uma tempestade de verão foi responsável por uma cena que chocou moradores e autoridades de Montana, nos Estados Unidos: na região norte do estado, foram encontrados milhares de pássaros mortos que apresentavam lesões decorrentes da queda de granizo. De acordo com o órgão responsável por cuidar da vida selvagem da região, mais de 11 mil aves como patos, pelicanos, gansos, gaivotas e corvos-marinhos foram mortos durante uma chuva torrencial que ocorreu no último domingo, 11 de agosto (no Hemisfério Norte, a estação climática atual é o verão).

Ao longo da semana, os biólogos constataram a extensão dos danos ao coletar uma grande quantidade de animais mortos. Eles afirmaram que encontraram as aves com crânios e asas quebradas, além de lesões internas e diferente escoriações pelo corpo. Ao menos 40% dos pelicanos apresentaram danos que podem impedir os seus movimentos. De acordo com os especialistas, um número grande de aves foi atraída pela região de preservação ambiental conhecida como Big Lake Wildlife Management por conta de uma temporada abundante de chuvas.

Apesar de não ser inédito o fato de que tempestades de granizo possam matar pássaros, os responsáveis por participar da coleta dos corpos afirmam que não se recordam de um evento com consequências tão drásticas: ao longo da última semana, a região foi afetada com tempestades que chegaram a provocar ventos de 112 km/h.

Com um grande número de carcaças em decomposição, as autoridades locais estão preocupadas que isso poderá espalhar doenças e afetar ainda mais a população de aves que transitam pela região. Veja um vídeo que mostra o local onde ocorreu a tempestade:



Em comunicado, o biólogo Justin Paugh, que trabalha em um órgão público de conservação ambiental do estado de Montana, afirmou que "a vida vai continuar" apesar da grande mortandade de animais. "O lago ainda está repleto de aves aquáticas que estão vivas e saudáveis", afirmou em nota. Nos próximos meses, as autoridades locais realizarão um trabalho de monitoramento para verificar a saúde das aves e o seu desenvolvimento.

MILHARES DE AVES FORAM ENCONTRADAS MORTAS NOS EUA (FOTO: DIVULGAÇÃO/ MONTANA FWP)
Galileu

Na manhã desta segunda-feira (19/08) aconteceu a audiência de custódia do policial militar, Jorgeandro Vieira, que após discutir com a namorada em uma festa de formatura na qual ele era convidado, atirou contra quatro pessoas, em Ipu ao noroeste do Ceará. O Juiz da Comarca de Ipu, Dr. Fábio Rodrigues, manteve a prisão preventiva do réu.

Sob um pequeno tumulto que se fez na saída do fórum Dr. Francisco Pereira Pontes, houve gritos de "assassino" e pedidos de "justiça".  Para garantir que tudo ocorresse em segurança, a audiência contou com reforço policial (PM).

Relembre o caso
Na festa de formatura de sua namorada, no último dia 04, após uma discussão com a mesma, o policial tentou matá-la a tiros. Os disparos atingiram quatro pessoas da mesma família na festa, incluindo a irmã da formanda e os pais dela. Segundo os familiares das vítimas, o policial efetuou cerca de 15 disparos.



Um problema técnico durante o Bom Dia Brasil fez a repórter Flávia Alvarenga sumir da tela do telespectador nesta segunda-feira (19/08/2019). A jornalista falava sobre uma reunião do presidente Jair Bolsonaro no Palácio da Alvorada quando, de repente, a imagem ficou completamente preta e Flávia simplesmente desapareceu.

Algumas vozes eram ouvidas ao fundo, mas não foi possível identificar o que falavam. No estúdio, Ana Paula Araújo tratou de dar uma justificativa. “Tivemos aí um problema com entrada ao vivo de Flávia Alvarenga. Daqui a pouco, a gente volta a falar com ela para mais informações”, disse. 

Metrópoles