Residência com jardim de flores e instrumentos marca presença de oficina de lutheria na área continental. 'É uma paixão', garante o profissional.

Adevilson e o filho no jardim de casa com instrumentos pintados de branco — Foto: Adevilson Cerqueira/Arquivo pessoal
Rosas, azaleias, orquídeas, palmeiras, grama bem aparada, samambaia, tuba, saxofone, clarinete, sax-horn, trompete e lira. O jardim de uma das residências na Rua dos Navegantes, no bairro Estreito, em Florianópolis, virou ponto de referência na região continental da Capital por integrar plantas com instrumentos musicais e marca a presença da única oficina de lutheria de instrumentos de sopro do município. Há mais de 30 anos o músico aposentado do Exército Adevilson Cerqueira conserta instrumentos e agora ensina o trabalho manual ao filho. No dia do músico, ele compartilhou um pouco da rotina da profissão com o G1.

“Tenho amigos que trazem os instrumentos para consertar e aproveitam para conversar, principalmente sobre música", afirmou o luthier Adevilson, de 55 anos, e que na adolescência começou os primeiros passos na lutheria.

"Tenho muito carinhos pelos instrumentos. Faço o máximo para atender a expectativa do músico. Quero ver o músico tocando e, se depender de mim, nenhum instrumento fica estragado”.

Por dia, ele conserta em média dez instrumentos e calcula que mais de 100 mil instrumentos de sopro já passaram por suas mãos. “Passou uma geração pela minha mão: os pais vieram comprar instrumentos para aprender e agora trazem os filhos para comprar instrumentos para aprenderem a tocar. A música é universal. Acho que todos deveriam aprender: faz bem para a alma, ao espirito, para saúde física e mental”, recomendou.

“Dia desses em um festival encontrei uma flautista que comprou a primeira flauta transversal comigo, para aprender, hoje ela é professora. A gente se sente muito orgulhoso, fica emocionado e vê que o tempo passou muito”, declarou.

Cada instrumentos carrega uma história
Os instrumentos que não tinham mais jeito ganharam destaque em seu jardim a partir de 2002. “Pintei um clarinete sem uso de branco e coloquei no jardim. Todos diziam: 'que legal'. Então pensei que se colocasse mais instrumentos seria mais legal ainda. Tem dez instrumentos. Agora quero colocar um bumbo e uma caixa [instrumentos de percussão]”, disse.

Oficina: 'uma grande orquestra'
Porém, é sua oficina, em frente à casa que mora com a família, onde se dedica aos detalhes, na troca de sapatilhas, sanando vazamentos que impedem o som de sair dos instrumentos, ajeitando amassados.

Como em uma grande orquestra em silêncio, clarinetes, trompetes, flautas, trompas, tubas, clarones e saxofones se dividem por toda a parte. Alguns ficam pendurados, outros dividem, ficam armazenados em prateleiras, outros estão pelo chão.
Adevilson e o filho no jardim na oficina de instrumentos musicais — Foto: Adevilson Cerqueira/Arquivo pessoal
São instrumentos diversos levados por músicos de sopro principalmente da Grande Florianópolis para conserto e venda. Alguns músicos de outros estados gostam tanto do trabalho dele que encaminham os instrumentos pelos Correios ou viajam até Florianópolis para fazer os reparos.

Alguns instrumentos chegam tão danificados ao luthier que ficam ali para servir as peças a outro instrumento. Quem visita a oficina sempre ouve alguma história ao ser aguçado pela curiosidade de ver alguns tão danificados.

“Cada instrumento tem uma história. Tenho aqui trompete, saxofone amassados em brigas amorosas. Tem um que chegou todo retorcido, não tinha mais jeito, de uma briga de família. O tio bebeu e, na briga com o sobrinho, jogou o instrumento no chão e pisou em cima. Tem um uma vez que nem peguei, não tinha o que fazer: esqueceram o bombardino atrás de um ônibus. O motorista deu ré e amassou o instrumento todo”, relembrou.

“Todo aparelho que temos em casa tem um mecanismo protegido por uma caixa. O instrumento é ao contrário, o mecanismo está por fora e é muito sensível, exige muito cuidado. Qualquer deslize, bateu, derrubou, é muito fácil estragar. Sempre digo que atrás de todo músico tem um luthier”, diz Advilson.

Apesar de ser tubista profissional, Adevilson precisou aprender a tocar um pouquinho de cada instrumento para conhecer melhor e garantir mais precisão nos ajustes. “Eu toco tuba e os outros eu tiro som, arranho para testar: flauta, flautim, clarinete, clarone, trompete, sax soprano, sax alto, sax tenor, sax barítono, oboé, fagote, trompete, trompete pocketflugelhorn, trombone, trompa, bombardino, sousafone, tuba”, enumerou.

A singularidade do trabalho é tamanha que até profissionais de outros ramos passaram a procurá-lo. “Como trabalho com muito tipos de solda, empresas de decoração trazem trabalhos, conserto e soldo objetos de decoração”.

Tradição de família
Aos 12 anos, Adevilson aprendeu a tocar o primeiro instrumento, trompa sax-horn, com um tio em Ponta Grossa (PR). Um ano depois, começou a estudar o instrumento que garantiria sua profissão de músico de banda militar: o sousafone. Foi com o tio também que iniciou o gosto pela manutenção e conserto de instrumentos.

Adevilson e o filho no jardim na oficina de instrumentos musicais — Foto: Adevilson Cerqueira/Arquivo pessoal
“Ele era maestro de uma banda civil e tinha uma pequena oficina de manutenção de instrumentos e me dava uns trocadinhos para eu ajudar com os serviços bem simples, limpeza de instrumentos”, explicou.

Quando foi promovido a sargento no Exército, foi transferido para Florianópolis, onde começou a ampliar e se arriscar mais na lutheria. Aos poucos, iniciou a oficina, que começou pequena no quarto vazio da primeira casa, passou pela garagem da segunda e teve lugar especial na propriedade onde vive com a família atualmente.

“Vi a necessidade, que as pessoas não tinham onde arrumar os instrumentos, às vezes deixavam de tocar porque não tinham como arrumar. Aí fui aprendendo, fazendo cursos. Em Curitiba, tinha um luthier que me ajudou e ensinou bastante. No início os instrumentos sem conserto eu comprava para usar as peças em outros, era muito difícil conseguir peças há 30 anos, e ferramentas também. As minhas ferramentas eu mesmo que bolei e fiz porque não encontrava para comprar. Hoje com a internet é bem mais fácil comprar peças, ferramentas”, relatou.

Mesmo já sendo referência no país em lutheria de sopro, Adevilson segue se aperfeiçoando. “Continuo participando de cursos, oficinas, seminários internacionais. Ano passado fui em um seminário na Colômbia, ano que vem vou no Chile. É oportunidade de aprender mais coisas, novas técnicas, materiais para usar”.

Laços de família
A tradição promete continuar na família Cerqueira. Há dois anos, o filho dele, Adevilson Cerqueira Júnior, de 29 anos, começou a trabalhar com o pai na luteria.

“Comecei mais para ter algo para fazer e agora estou tomando gosto, estou buscando cursos e quero aprender a tocar também. É gratificante ver o instrumento pronto. Fico feliz, uma por trabalhar com meu pai e outra por dar continuidade a uma profissão rara”, afirma Júnior.

“A luteria é uma paixão, é uma arte e é maravilhoso trabalhar junto com o filho na oficina que é uma extensão da minha casa. Agora tenho um netinho de oito meses e vou ensinar para ele também”, brincou o luthier.

G1 SC


William Romoser, professor da Universidade de Ohio, apresentou suas descobertas na terça-feira, durante um encontro nacional da Sociedade Entomológica da América, no Missouri

(foto: Reprodução/PixaBay)
O cientista William Romoser, professor da Universidade de Ohio, analisou fotos capturadas por rovers (dois pequenos veículos geológicos gêmeos) da NASA em Marte e afirma ter achado vida no planeta vermelho. Romoser afirma que ter encontrado formas semelhantes a insetos, que seriam parecidos com abelhas, além de um grupo de aliens que lembram répteis.

O professor apresentou suas descobertas na terça-feira, durante um encontro nacional da Sociedade Entomológica da América, no Missouri

"Existiu e continua existindo vida em Marte", assegurou o entomólogo, notando que as imagens parecem mostrar criaturas fossilizadas e outras vivas. "Existe uma aparente diversidade entre a fauna marciana e tipo de inseto que exibe muitas características semelhantes a insetos terrestres, considerados grupos avançados por terem asas, flexão de asas e elementos de patas de estrutura variada", detalhou em um comunicado da Universidade de Ohio.
O professor de entomologia afirmou que, embora os rovers marcianos, particularmente o Curiosity, tenham procurado por indicadores de atividades orgânicas, existe uma série de fotos que mostram formas muito parecidas com répteis e insetos.

Fotos individuais foram cuidadosamente analisadas com mudança de brilho, contraste, saturação e outras ferramentas.

"Um exoesqueleto e apêndices articulados são suficientes para efetuar a identificação de um artrópode. Três regiões do corpo, um par de antenas e seis patas são normalmente suficientes para estabelecer a identificação como inseto na Terra. Estas características também devem ser válidas para identificar um organismo como um inseto em Marte", afirma o cientista.

Estado de Minas


“DISPOR DE SI PARA DISPOR-SE AOS OUTROS”

Foi um Lema seguido por Frei Aquino, nosso Franciscano de Flores em IPU.

Movidos por infinitas saudades e tantos exemplos de Amor e Fraternidade a Família de Frei Aquino, no sexto aniversário de sua Páscoa, convida a todos de Ipu, Flores e comunidades vizinhas a celebrarem essa data de Louvor e Glória ao Senhor da Vida.


Dia 23 de Novembro: Celebração de Missa por 6 anos da partida de Frei Aquino para o Céu, na Capela do Museu Frei Aquino, em Flores, as 18:00horas.

Dia 24 de Novembro: Ação Social, voltada para o Novembro Azul a começar 08:00hs, encerrando as 11:00hs.

PROGRAMAÇÃO:
- Haverá duas importantes Palestras, ministradas por renomados médicos.
1. Tema: Câncer de Próstata – ministrada por Dr. Sílvio Aragão.

2. Tema: Hipertensão, Diabetes e doenças Crônicas – ministrada por Dr. Joaquim Costa.
- Estarão a disposição dos presentes, duas médicas, Clínicas Gerais, para consultar.
1. Dra. Larisse Tôrres
2. Dra. Nadyla Nunes Holanda
- Serão oferecidos os serviços:
1-Teste de Glicemia.
2- Aferição de Pressão.
3- Corte de Cabelo.

- Haverá Sorteio de 10 exames PSA (exame de sangue para detecção de câncer de próstata), entre os participantes da Palestra.

- Haverá Sorteio de uma bicicleta entre todos os participantes do Evento.

A presença de todos será um grandioso prazer para toda Família Frei Aquino, que de já agradece e os esperam com alegria.

Ipu Notícias




Uma dupla encapuzada, portando arma de fogo, e conduzindo uma moto Bros, assaltou na noite desta quinta-feira (21/11) um posto de combustíveis na cidade de Ipu-CE, região Noroeste do estado.

De acordo com as informações publicadas em grupos de WhatsApp, a dupla teria assaltado o Posto de Combustíveis Talismã, localizado no bairro da Mina, e de lá empreenderam fuga rumo a região serrana. A Polícia Militar de Guaraciaba do Norte foi acionada.

No prosseguimento das diligências das Forças de Segurança de Ipu, a Polícia Militar  encontrou uma moto Bros preta nas proximidades da cidade de Pires Ferreira, o veículo tem queixa de roubo em Ipueiras, e tudo indica que tenha sido utilizado no assalto desta noite no posto de combustíveis no município de Ipu e  noutras investidas da dupla de bandidos.

Francisco José


Registro de um acidente fatal na noite desta quinta-feira (21/11), ocorrido na CE-329, na localidade de Refrigério, município de Pires Ferreira, nas proximidades de um açude, teve como vítima um casal, morador da cidade de Varjota.

Informações indicam que o casal acabara de sair da feira do Ipu, realizada no Grêmio Recreativo Ipuense, denominada Shopping Chão, e quando regressavam ao seu município, conduzindo um moto Titan, preta, placa HUY-7878, inscrição de Varjota, colidiu com um carro, características não anotadas. CE-329, rodovia que liga Ipu a Varjota.

Conforme postado em grupos de WhatsApp, Messias e Izabel, residentes no bairro Pedreira, são as vítimas fatais desse sinistro.


Francisco José


Um caminhão carregado de brita pegou fogo na manhã desta quinta-feira (21), na CE-040, próximo ao município de Beberibe, litoral cearense. Uma guarnição do Corpo de Bombeiros esteve no local para controlar as chamas. O incêndio atingiu parte da vegetação às margens da rodovia.

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), as chamas foram causadas por uma falha mecânica no caminhão. Ainda segundo o órgão, o condutor, um homem de 49 anos, não ficou ferido.

Nas imagens do incêndio, é possível perceber que o fogo tem origem na parte frontal do caminhão. O motorista alegou aos bombeiros que seu celular e alguns documentos foram queimados pelas chamas.

A parte frontal do veículo foi completamente destruída pelas chamas. — Foto: Reprodução/Corpo de Bombeiros

G1 CE


Um idoso de 65 anos foi preso com 41,480 kg de pasta base de cocaína no km 70 da BR-116, em Chorozinho, Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o homem foi preso na noite desta quinta-feira (21) durante uma abordagem de rotina.

Ainda segundo os agentes que atenderam a ocorrência, o idoso disse que ia deixar a droga na cidade de Aquiraz e ia ganhar R$ 10 mil pelo transporte. Com o homem também foi encontrada uma arma de fogo.

O suspeito, que não teve a identidade revelada, foi encaminhado para a sede da Polícia Federal em Fortaleza.

G1 CE


O narrador da Rede Globo Galvão Bueno sentiu um mal-estar na manhã desta quinta-feira em Lima, onde narraria a final da Libertadores entre Flamengo River Plate , sábado, às 17h. Ele foi levado para uma clínica local e está sendo submetido a um cateterismo para desobstrução de uma artéria. Desta forma, Luis Roberto o substituirá na narração da decisão.

Confira a nota completa divulgada pelo Grupo Globo.
"Nosso companheiro Galvão Bueno teve um mal-estar hoje de manhã em Lima, onde se encontra para a narração da final da Libertadores. Ele foi levado para exames na clínica Anglo-Americana, no bairro de Miraflores, acompanhado por sua mulher Desirée Galvão Bueno. Foi atendido prontamente e está sendo submetido a um cateterismo para desobstrução de uma artéria coronariana.

Todos nós desejamos ao querido Galvão uma rápida recuperação. O hospital divulgará ao término do procedimento um boletim médico. A narração da final da Libertadores será feita pelo companheiro Luis Roberto”.

O Globo

A mãe do apresentador, Maria do Céu, de 90 anos, embarcou para Orlando

Morando em Orlando, Gugu sofreu um acidente em sua casa; informação foi confirmada pela assessoria do apresentador Foto: Divulgação
O apresentador Gugu Liberato, de 60 anos, sofreu um acidente em sua casa em Orlando, nos Estados Unidos, e está internado em observação, por 48 horas. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do artista ao EXTRA. A mãe de Gugu, Maria do Céu, de 90 anos, pegou um avião para os Estados Unidos para ter mais detalhes sobre o estado de saúde do filho.

A equipe do apresentador pediu para que os veículos de imprensa aguardassem novas informações sobre o estado de saúde de Gugu, não confirmando a gravidade do caso. Diferentes colunistas divulgaram que o artista teria caído de cerca de quatro metros de altura, do telhado, e batido com a cabeça na quina de um móvel.

Gugu Liberato está no comando do reality "Canta comigo", da Record TV. Procurada, a emissora explicou que todos os episódios da atração, incluindo a final do dia 4 de dezembro, já estão gravados.

O apresentador é casado com a médica Rose Miriam e pai de João Augusto, de 18 anos, e das gêmeas Sofia e Marina, de 15.

O Globo




Assembleia Legislativa do Ceará aprovou na quinta-feira (31/10) um projeto de lei que reconhece a Centenária Banda de Música Maestro Lázaro Freire como patrimônio cultural do estado do Ceará.

A lei nº 17.107 de 14 de novembro, fruto de projeto iniciado no Poder Legislativo de autoria da deputada Augusta Brito (PCdoB) através de uma solicitação do vereador Adriano Melo (PV), foi publicada no Diário Oficial do Estado.


Fruto de uma tradição de 135 anos, a Banda de Música Municipal Maestro Lázaro Freire de Ipu é, sem dúvidas, uma das maiores expressões culturais do nosso município. Já revelou grandes maestros, compositores e instrumentistas, fortalecendo o papel cultural nos mais variados eventos da comunidade, como festejos religiosos, cívicos, comemorativos e etc.

Fundada em 1884, pelo Vigário Padre Francisco Corrêa de Carvalho e Silva, para suprir a necessidade de animar as festas, quermesses  e os leilões da paróquia. Seu primeiro Regente foi Benedito Alves de Mendonça. Atualmente conta com 36 músicos, estando a sua direção artística entregue aos Maestros Jorge Nobre e Jairo Leitão e coordenação administrativa do músico Júnior Bié.


Últimos maestros (músicos) regentes
Benedito Alves Mendonça
Thomaz de Aquino Corrêa
Dr. Apolônio de Berga Basto Bandeira
Joaquim Nonato do Vale
Mestre João Louro
Mestre Marçal
Maestro Lázaro Freire
Jorge Nobre (Maestro Atual)
Antônio Carvalho Leonardo
Diecks Araújo e Jairo Leitão

1924
Com informações Ipu Notícias



Em uma plantação de milho na região das montanhas de Świętokrzyskie, na Polônia, pesquisadores da Academia Polonesa de Ciências (PAS) encontraram ossos de um dos maiores predadores do Jurássico, um réptil marinho do grupo dos pliossauros, que viveu no oceano há 150 milhões de anos.

Representação artística do pliossauro, enorme réptil marinho que viveu no Jurássico, atacando tartarugas e outros répteis (Foto: Divulgação/ Ministry Of Science and Higher Education of Poland )
“Eles [os pliossauros] mediam mais de 10 metros de comprimento e podiam pesar dezenas de toneladas”, contou em comunicado o paleontólogo Daniel Tyborowski, do Museu da Terra da PAS. “Eles tinham crânios largos e mandíbulas com dentes afiados e largos.”

Os pliossauros tinham também corpos alongados, parecidos com os de crocodilos, e enormes nadadeiras para mergulhar. O nome desse animal pré-histórico vem das palavras em grego plio e sauros, que juntas significam “mais um lagarto”.
Daniel Tyborowski, da Academia Polonesa de Ciências (Foto: Divulgação/ Ministry Of Science 
and Higher Education of Poland )
Além de fósseis do enorme réptil marinho, foram também descobertas na Polônia ossadas de outros animais do mesmo período, como tartarugas, ancestrais de crocodilos e plesiossauros (primos de pescoço comprido dos pliossauros).

Na época em que todos esses animais viveram, as montanhas de Świętokrzyskie eram parte de ilhas em um arquipélago tropical. Havia muitos lagos e zonas de águas mais rasas, propícias para os répteis marinhos.

Segundo Tyborowski, havia naquele período tartarugas marinhas, que comiam lesmas enormes, e que serviam como presas para crocodilos gigantes. “Nós sabemos isso pois descobrimos marcas de dentes deixadas por répteis nas cascas de tartaruga. Por outro lado, pliossauros poderosos reinavam entre todos os animais cujos fósseis foram encontrados nesse local”, disse o pesquisador.

Revista Galileu





Pesquisadores encontraram mais de 800 ossos de 14 mamutes em um sítio arqueológico de Tultepec, no norte da Cidade do México. Os fósseis têm pelo menos 15 mil anos, de acordo com os especialistas do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH).

A descoberta foi realizada quando os pesquisadores encontraram buracos de 1,7 metro de altura e 40 metros de diâmetro. Durante os estudos da região, eles perceberam que aquelas valas eram utilizadas como armadilhas: com tochas e varas, os antigos caçadores separavam os animais e os faziam entrar no espaço, capturando-os.

Segundo os especialistas, a descoberta muda o que se sabia sobre a caça de mamutes durante aquele período: até então, a crença era de que esses animais só eram capturados quando se tinha sorte, quando se feriam ou ficavam presos em algum pântano. As armadilhas, contudo, provam que os humanos agiam ativamente para caçar os animais.

"Essa decoberta representa um divisor de águas sobre o que imaginávamos até agora: a interação de grupos de caçadores-coletores com esses enormes herbívoros era muito diferente", disse Pedro Francisco Sánchez Nava, coordenador nacional de Arqueologia do INAH, em comunicado à imprensa.

Só nessas armadilhas foram recuperados oito crânios, cinco mandíbulas, 100 vértebras, 179 costelas, 11 escápulas, cinco úmeros, pélvis, fêmures, tíbias e outros ossos menores. Especialistas de San Antonio Xahuento, entretanto, acreditam que existam ao menos mais três locais próximos ao sítio arqueológico que também serviam como armadilhas e ainda não foram descobertos.

Em 10 meses de escavações, os arqueólogos encontraram cerca de 800 ossos de mamutes (Foto: Edith Camacho, INAH)
Para os pesquisadores, isso sugere que os caçadores criavam uma espécie de "trincheira" de armadilhas, para aumentar suas probabilidades de capturar os animais: se um mamute escapasse da primeira vala, ainda existiam diversas outras em que pudesse ficar preso. "Isso faz sentido, porque, se tivessem só uma ou duas armadilhas, o mamute poderia se desviar do caminho", explicou Luis Córdoba Barradas, um dos especialistas, em vídeo. "Fariam muito esforço que não seria frutífero."

Além disso, marcas nos ossos dos animais mostram que os caçadores usavam quase todas as partes do animal: comiam seus órgãos e utilizavam os ossos para criar ferramentas.

Mudanças climáticas
Esse grande número de armadilhas faz sentido considerando que, à época, a área terrestre da região era muito maior do que hoje. Isso porque, à medida que o mundo mudava do período do Pleistoceno para a Idade do Gelo, os pólos do planeta congelavam, causando a queda do nível do mar em todo o mundo, incluindo a Bacia do México.
Fósseis foram descobertos em circuito de armadilhas criado por caçadores da época (Foto: Edith Camacho, INAH)
Na mesma época, cinzas da erupção do vulcão Popocatepetl forçaram animais e humanos a se moverem para o norte da Cidade do Méxio para sobreviver. Foi justamente assim que eles chegarem em Tultepec e construíram as armadilhas. Tais vestígios arqueológicos foram preservados em grande parte pelas cinzas vulcânicas da época.

Descoberta sugere que sociedade da época não esperava ter um pouco de sorte para capturar um mamute, mas agia ativamente para tal (Foto: Edith Camacho, INAH)
Revista Galileu

Um fotógrafo amador registou milhares de "ovos de gelo" na praia de Marjaniemi, na ilha de Hailuoto, na Finlândia. O fenómeno meteorológico cobria quase 30 metros do areal e não é uma situação tão rara quanto se possa imaginar.

Risto Mattila e a esposa caminhavam este domingo na praia de Marjaniemi quando foram surpreendidos por milhares de bolas de gelo, com a figura de um ovo. Segundo o fotógrafo amador que não perdeu tempo a registar o fenómeno, as formas maiores tinham um tamanho semelhante a uma bola de futebol.

De acordo com um especialista em meteorlogia ouvido pelo "The Guardian", os "ovos de gelo" não são um fenómeno raro no país: pode-se verificar uma vez por ano sob determinadas condições atmosféricas e meteorológicas como "temperatura do ar abaixo dos zero graus, temperatura da água do mar gelada, uma praia de areia rasa e ligeiramente inclinada e ondas calmas".

Risto Mattila, no entanto, "nunca tinha visto o fenómeno" e só se concentrou na beleza da imagem que capturou. James Carter, professor emérito da Universidade do Illinois nos Estados Unidos esclareceu ao jornal britânico que o gelo começa por ser uma espécie de "lama" na superfície da água, que com o movimento das ondas se vai cristalizando até solidificar.

"Graças ao fotógrafo agora temos oportunidade de ver o que poucos de nós nunca tiveram oportunidade de observar", concluiu o docente.

Modelos como um Jaguar F-Type S Coupé e uma Lamborghini Aventador S estão entre os itens colecionados

O automóvel é uma Lamborghini no modelo Aventador S. avaliado em R$ 1,6 milhão. Foto: Reprodução/Instagram
O humorista Whindersson Nunes afirmou ter possuído uma coleção de carros luxuosos que nunca usou. “Às vezes, passeava em um, em outro… Mas não precisava deles. Foi quando Luísa virou e disse: ‘Você é um abestado para ter esse tanto de carro’ e, então, me livrei de tudo. Percebi que aquele dinheiro estava ali parado e, agora, está na conta”, contou em entrevista ao Jornal Extra.

Em seu aniversário de 22 anos, Whindersson comprou um Jaguar F-Type S Coupé. “Eu queria chegar pro Whindersson de 2010 e levar ele pra dar uma volta no carro novo que ele se deu de aniversário em 2017”, comentou na legenda da publicação.

Imagens dos carros já foram compartilhadas diversas vezes no perfil de Whindersson.

Na entrevista, o humorista também comentou possuir uma necessidade de estar “arrumado” quando fica ao lado da esposa, Luísa Sonza. “Do lado dela, o contraste é pesado. Por isso dou uma penteada no cabelo, passo uma pomada para ele não ficar muito rebelde, escolho uma roupa preta e um tênis da mesma cor”, descreve Whindersson.

O quadro de depressão do humorista também foi temática da entrevista. Whindersson revelou como o apoio de Luísa durante as brechas da sua agenda de shows foi fundamental para o tratamento da doença. “Luísa não parou de trabalhar, mas deu uma segurada. Se antes ficava seis dias fora, passou a ficar quatro no máximo. Ela esteve comigo o tempo todo, não porque eu estava doente, mas por me amar”, explicou.






O cineasta Fábio Barreto morreu na noite desta quarta-feira (20), aos 62 anos, no Hospital Samaritano, na zona sul do Rio de Janeiro, onde ele estava internado. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, a família não autorizou a divulgação de detalhes sobre a morte.

Ele estava em coma desde que sofreu um acidente de carro em dezembro de 2009. Filho do cineasta Luiz Carlos Barreto e da produtora Lucy Barreto, Fábio dirigiu seu primeiro longa-metragem, Índia, a Filha do Sol, em 1984.

Ele foi também diretor de O Quatrilho (1995), indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1996. Também dirigiu Lula, O Filho do Brasil, em 2010.

Agência Brasil


O fato ocorreu nesta quarta-feira (20/11),  por volta das 19h, quando  a polícia militar foi acionada, onde o solicitante informou aos policiais que na Rua José Paulo Magalhães, bairro Barro  Vermelho em Reriutaba.

Um indivíduo surdo e  mudo, teria invadido  um aniversário que acontecia no endereço acima, e armado com uma foice estava ameaçando populares e teria tentado conta a vida de duas pessoas.

De pronto a composição Policial  deslocou-se até o local e os PMs  constataram a veracidade dos fatos, logo após diligenciaram e conseguiram localizar o acusado, o qual foi dada voz de prisão e juntamente com as vítimas foram conduzidos para a delegacia de Sobral para a realização dos procedimentos cabíveis.

Francisco Roberto Ferreira, 41 anos, foi autuado no Art. 121 C. 14 Inc. II – CPB.

Repórter Gonçalinho Rodrigues

A Polícia Militar de São Paulo revelou, nesta quinta-feira (21), que um pai deu parte do próprio filho ao saber que ele cometeu um homicídio. O jovem Wesley Eduardo de Oliveira, de 29 anos, é suspeito de ter matado um idoso na cidade de Ilha Comprida, litoral paulista, no dia 13 de novembro.

Ajudante de pedreiro Moises Ribeiro da Silva, morto em latrocínio Foto: Divulgação/Polícia Militar de São Paulo.
O pai ainda entregou fotos e informações que possam ajudar a Polícia Civil a encontrar o suspeito. Wesley está foragido desde o dia do crime. Ele também é suspeito de outro homicídio, no qual o corpo da vítima foi carbonizado.

O pai do suspeito também enviou uma mensagem à família da vítima pedindo perdão pelo filho.
– Não é justo uma pessoa trabalhar a vida inteira e agora, na aposentadoria, que era para ele curtir, alguém tirar a vida dele para roubá-lo. Eu peço perdão, da minha parte, pelo o que meu filho fez, mas eu quero que a Justiça seja feita. Isso não é justificável. É uma barbaridade – afirmou.

O CRIME
No dia 13 de novembro, a filha do ajudante de pedreiro Moises Ribeiro da Silva, de 68 anos, recebeu uma ligação do celular do pai. O homem que falou cm ela se apresentou como Douglas e disse que estava cuidando da casa do idoso, que tinha ido viajar.

A família estranhou a história e acionou a polícia, que encontrou o corpo do senhor enterrado em seu quintal. A suspeita dos investigadores é de que Wesley e outros criminosos tenham invadido a casa do ajudante de pedreiro para roubar e o mataram.

Pleno News

Dois assaltantes foram perseguidos, mortos  e os corpos queimados, na noite da quarta-feira (20), em Maranguape, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Os dois homens vinham espalhando o terror nas comunidades serranas daquele Município, atacando postos de combustíveis, mercadinhos, lojas de celulares, restaurantes e outros pontos comerciais. Na noite passada, a rotina de roubos da dupla chegou ao fim.

De acordo com a Polícia, os dois bandidos eram conhecidos por “Luan” e “Mortadela” e usavam sempre a mesma motocicleta para a fuga depois dos assaltos. Na noite de ontem, após terem atacado mais um mercadinho, no Distrito de São João do Amanari, eles foram perseguidos na rodovia CE-065 e o guiador de um veículo provocou um acidente, jogando seu carro contra a moto. Os ladrões caíram e foram linchados. Em seguida, arrastados para junto da moto e os corpos incendiados.

Os cadáveres carbonizados ficaram sobre a motocicleta no meio da rodovia. Quando a Polícia Militar chegou no local, encontrou dezenas de pessoas próximas aos corpos.

Uma equipe do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) esteve no local do duplo assassinato para iniciar as investigações. Eles descobriram que minutos antes de serem mortos, os dois bandidos foram filmados assaltando um mercadinho no Amanari.  As imagens mostram um dos criminosos com uma arma de fogo nas mãos e rendendo os funcionários e clientes do ponto comercial.

Os corpos dos dois assaltantes foram removidos da rodovia no fim da noite e encaminhados ao necrotério da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), na Capital.

Fernando Ribeiro