Homem enfrenta multidão e impede linchamento de menor após furto de celular, no Piauí

Por: Ipu Online em | 27.11.17 | 0 comentários


Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil do Piauí, o menor admitiu ter aproveitado um momento de distração da funcionária de um restaurante - na mesma área onde aconteceu a tentativa de linchamento - e furtou o telefone dela. X. tentou fugir, mas foi perseguido por pessoas que presenciaram a cena.

Num vídeo postado nas redes sociais, é possível ver toda a agressão. Um homem mais exaltado protesta: “Não bate? Por que é que não vai bater?”, e parte com violência. Esse mesmo homem voltaria a agredir o menor em diversas situações durante a filmagem. Ao fundo, uma voz feminina exclama: “Meu Deus do céu!”. Outro homem pede para que os socos e tapas sejam interrompidos: “Desse jeito não vai resolver nada não, cara”, e logo em seguida ouve-se um comentário: “A população está revoltada mesmo”.

O adolescente é revistado numa parede lateral da loja Riachuelo, na rua Álvaro Mendes. “Vê se tem mais alguma coisa”, diz um homem, que momentos antes partia contra o menino segurando um chinelo.

Em quase três minutos de vídeo, o clima oscila entre momentos mais calmos e de intensa agressividade. Na situação mais tensa de todo o registro, o jovem escapa por muito pouco, ainda com a ajuda do homem de camisa vermelha, que tenta afastá-lo da multidão, aos gritos de "É linchamento!" e "Vamos matar!". Pouco depois um grupo de cerca de cinco pessoas revolve intervir e se coloca diante do menor, agora sentado nos degraus da loja. A multidão discute com eles, em muito menor número, mas o grupo insiste em chamar a polícia.

No auto de apreensão, a informação é a de que Policiais Militares de uma guarnição que estava perto do local foram acionados e levaram o adolescente até a Central de Flagrantes. Em seguida, ele foi encaminhado à Delegacia de Segurança e Proteção ao Menor. Lá, já sem o aparelho - que teria sido perdido durante a confusão -, o adolescente admitiu o furto, e aguarda no local até o fim dos trâmites judiciais. De acordo com a assessoria de imprensa, o garoto teve escoriações e passa bem.

Até o fechamento desta reportagem, o aparelho telefônico ainda não havia sido recuperado. O homem que evitou o linchamento não acompanhou os policiais até a delegacia.

Extra


Arquivado em:

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.