Chega de tanto descaso com a nossa Bica

Por: Ipu Online em | 24.1.18 | 0 comentários

Nenhum ipuense ou turista que frequenta a Bica do Ipu aguenta mais tanto descaso do poder público, seja estadual ou municipal.


A Bica do Ipu é uma queda d'água de 130 metros de altura do Riacho Ipuçaba, que despenca da Serra da Ibiapaba, no município de Ipu, no estado do Ceará, e que vive abandonada e morrendo a cada ano.

A nascente da Bica de Ipu fica em uma Área de Proteção Ambiental (APA), mas de "Proteção" só tem mesmo o nome, pois todos sabem do abandono e descaso das autoridades que não fiscalizam e não punem aqueles que estão destruindo o nosso maior símbolo e riqueza, a Bica que um dia foi o ponto turístico mais lindo da Serra da Ibiapaba, mas hoje é só lembranças de um passado maravilhoso.

Além dos problemas climáticos com a falta de chuvas, a Bica do Ipu sofre com problemas maiores causados por obras inacabadas - e entra governo e sai governo, sem que as obras sejam concluídas.

As queimadas no pé da Bica de Ipu é um crime sem que os culpados sejam apontados ou punidos.

As autoridades municipais deveriam criar uma "Equipe de Patrulhamento" constante para trabalhar fiscalizando, desde a nascente, o percurso da água, até a queda na Bica.

Todo e qualquer desvio de água, queimada e/ou dano à natureza deveriam ser severamente punidos.

O Restaurante da Bica de Ipu é outra vergonha sem fim

Os turistas reclamam dos preços e do horário de funcionamento que fecha cedo demais. Antes das obras na Bica de Ipu, o restaurante funcionava 24 horas e existiam os vesperais, as serestas e os carnavais. Uma pousada funcionava no local.

Antigo Balneário da Bica do Ipu / Foto: Reprodução
Tenho certeza que 80% dos visitantes da Bica do Ipu detestam esse novo restaurante quente, no meio do sol, e distante da queda d'água, pois o antigo restaurante ficava na sombra, mais próximo da queda d'água e tinha um ambiente muito mais agradável e hospitaleiro para os turistas e visitantes.

Antigamente a Bica de Ipu era uma geradora de empregos e lazer. Você encontrava vendedores ambulantes, flanelinhas que olhavam e lavavam os carros, venda de milho cozido ou assado, sorveteira, venda de balas, churrasquinho, artesanato... Vinham vendedores e artistas vender produtores e artes aos turistas. Hoje é só lembranças de um lugar alegre que não existe mais.

Quando chega o período de férias e carnaval, os ipuenses e turistas sentem mais ainda o grande descaso que vive a nossa amada Bica do Ipu. Ah que saudades de um domingo de carnaval naquela Bica lotada, cheia de gente molhada. Você tinha de se espremer no meio da multidão pra chegar até as águas da Bica.

É preciso mudar
Chega das promessas que não tem fim e nem resultados.
Chega de anos de descaso e destruição do nosso maior patrimônio.

A população ipuense já deveria ter entrada na justiça com uma Ação Popular contra Dano ao Patrimônio Público, Dano ao Patrimônio Cultural e Dano ao Meio Ambiente.

Se as autoridades estaduais e municipais não querem ou não têm capacidade para administrar o nosso maior patrimônio, pois que repassem a administração do Parque da Bica de Ipu. É até vergonhoso chamar o local de parque, já só existe no nome mesmo.

Parque da Bica do Ipu... É uma piada?
Frequento a Bica do Ipu pelas boas recordações que o local traz. É sentar à mesa, pedir algo para beber e comer, mas com a cabeça no passado, pois o presente é só tristeza e lamentações.

Netcina

Arquivado em: ,

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.