Erupção e avalanche deixam 1 morto e 15 feridos no Japão

Por Ipu Online — publicado | 23.1.18 | 0 comentários


Pelo menos uma pessoa morreu e outras 15 ficaram feridas em uma estação de esqui do centro do Japão, nesta terça-feira, após a erupção em um vulcão e uma avalanche de neve que aconteceram quase que simultaneamente.

Por volta das 10h (hora local) foi registrada a erupção do vulcão Kusatsu Shirane, localizado na província de Gunma, e quase ao mesmo tempo aconteceu uma avalanche na vizinha estação de esqui de Kusatsu, explicou a Agência Meteorológica do Japão (JMA).

Pelo menos oito pessoas que haviam se refugiado nas instalações da estação ou se encontravam nos elevadores das pistas ficaram feridas pelas pedras projetadas pela erupção, e cinco delas estão em estado grave.

Além disso, sete soldados das Forças de Autodefesa (Exército) do Japão ficaram feridos ao ficarem soterrados pela avalanche na estação de esqui, onde realizavam treinamentos, afirmou o Ministério da Defesa. Outro soldado, um homem de 49 anos, não resistiu aos ferimentos e faleceu.
A Agência Meteorológica detectou a fumaça que emana do vulcão logo no início da manhã e os tremores vulcânicos, mas não teve tempo de ativar o alerta para as erupções vulcânicas. O governo regional acredita que a erupção e os tremores desencadearam a avalanche.

As pedras e outros detritos que emanavam do vulcão chegaram a voar mais de um quilômetro, causando danos em edifícios e teleféricos da estação de esqui. Imagens de vídeo captadas pelo escritório de turismo local mostram a coluna de fumaça e cinzas sobre o vulcão, assim como as pedras lançadas pela erupção.

Nevascas
Nos últimos dois dias, o Japão também registrou algumas de suas piores nevascas em Tóquio e no norte do país. Uma pessoa morreu e pelo menos outras 360 ficaram feridas. Mais de 100 voos foram cancelados nesta terça por conta do mau tempo.

Somente em Tóquio, onde aconteceu a maior nevasca em quatro anos, com camadas de mais de 20 centímetros, 229 pessoas ficaram feridas, principalmente por escorregões e quedas por causa do temporal. Na província de Ibaraki, uma mulher de 52 anos faleceu ontem à tarde, depois que seu veículo se chocou com um caminhão devido à má condição da estrada, informou a emissora pública japonesa NHK.

Mais de 100 voos nacionais e internacionais foram cancelados nesta segunda-feira, depois que ontem mais de 300 voos foram afetados pelas fortes nevascas. Cerca de 9.000 pessoas passaram a noite no aeroporto de Narita e outras 2.800 pernoitaram no de Haneda, devido aos cortes nos serviços de trem e rodoviários. A polícia contabilizou 740 acidentes de trânsito em toda a região.

Um caminhão causou trânsito de até 10 horas no maior túnel do Japão, localizado em uma estrada de Tóquio, na tarde de ontem, pois não conseguiu subir uma inclinação até o alto do bairro de Shinjuku, no distrito central.

A principal companhia elétrica da capital, Tokyo Electric (TEPCO), pediu hoje que os cidadãos reduzam o uso de energia depois que mais de 100.000 casas nas províncias de Kanagawa e Chiba sofreram cortes de energia diante da demanda excessiva por conta das baixas temperaturas, publicou o jornal Yomiuri.

O sistema de baixa pressão provocado pela tempestade de neve na capital e regiões ao redor segue hoje em direção norte, razão pela qual a Agência Meteorológica do Japão (JMA) mantém o alerta para tempestades de neve na costa noroeste de Honshu, a principal ilha do país, e o sul de Hokkaido (norte).

EFE

Categorias: ,

0 comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.