Foto chocante mostra elefantes em chamas fugindo de multidão

Por Ipu Online — publicado | 22.1.18 | 0 comentários

A foto chocante de um filhote de elefante-asiático pegando fogo venceu um concurso de fotografia de vida selvagem – chamando atenção do mundo para os campos de batalha do conflito entre elefantes e humanos na Índia.


A imagem, intitulada "O Inferno é Aqui", mostra uma cena perturbadora: um filhote de elefante e sua mãe tentam fugir de uma multidão no estado indiano de Bengala Ocidental – o filhote está em chamas depois dos dois serem atingidos por bolas de piche lançadas pelo grupo.   

O fotógrafo de vida selvagem amador Biplab Hazra fez a imagem que ganhou um concurso anual de fotografia de vida selvagem promovido pela revista Sanctuary Asia. Entre os jurados estava o fotógrafo da National Geographic Steve Winter.

“Eu nunca tinha visto um incidente como esse nos meus 14 anos fotografando vida selvagem”, disse Hazra, que é dono de uma olaria, ao jornal New Indian Express. “Toda minha concentração estava em fazer a foto.”

Em questão de horas, a imagem ganhou o mundo, expondo as tensões entre populações humanas e de paquidermes na Índia.

O país abriga mais de 27 mil elefantes-asiáticos, pelo menos metade da população mundial. A espécie é considerada ameaçada de extinção graças, em grande parte, a destruição e fragmentação do habitat natural por humanos.

Elefantes usam pelo menos 101 corredores para atravessar a Índia, dos quais quatro quintos possuem ocupações humanas, de acordo com pesquisa de agosto de 2017 da organização Wildlife Trust of India. Dois terços do dos corredores são cortados por estradas nacionais ou estaduais e menos de 13% dos corredores têm cobertura vegetal.

Mas em nenhum outro lugar da Índia humanos e elefantes entram tanto em conflito quanto na Bengala Ocidental, onde a foto foi feita. Cerca de 488 elefantes vivem nas florestas do norte do estado, repletas de assentamentos e plantações de chá.

A proximidade gera violência mortal, especialmente quando os paquidermes comem plantações, destroem colheitas ou danificam casas. De acordo com o Times of India, 18 pessoas foram mortas por elefantes na Bengala Ocidental nos primeiros nove meses de 2015. Em março de 2016, autoridades pediram o extermínio de um elefante que matou duas pessoas. Além disso, casos em que elefantes morrem eletrocutados depois de encostar na rede elétrica são comuns.

Hazra contou ao New Indian Express que talvez a intenção não era queimar o filhote de elefante da foto, mas disse que agricultores usam piche em chamas e fogos de artifício para espantar os paquidermes com frequência – uma tática que pode fugir do controle.

“Gestão de multidões é uma das práticas mais importantes em conflitos entre humanos e vida selvagem”, disse M. Ananda Kumar, cientista da Fundação Conservação da Natureza, em entrevista a revista britânica Geographical, em 2016. “Precisamos ensinar às pessoas que esses animais gigantes precisam de espaço. Temos que mostrar que comportamentos violentos só vão levar a incidentes trágicos.”

Nesse caso, porém, a situação poderia ter sido pior: Hazra disse que o filhote de elefante sobreviveu ao ataque.

National Geographic



Categorias: ,

0 comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.