Ministério Público quer coibir crime de poluição sonora em Ipu

Por: Ipu Online em | 20.1.18 | 0 comentários

O documento sugere medidas de prevenção e repressão para diversas instâncias, como proprietários de bares, Prefeitura, Polícias Militar e Civil.


No entendimento do MP o município de Ipu é nítido o descumprimento das prescrições legais que garantam a Lei do Silêncio, em especial por parte dos proprietários, gerentes e frequentadores de casas noturnas, bares, lanchonetes e restaurantes.

A recomendação de deu devido a inúmeras reclamações de uso abusivo de equipamento de som, em residências, bares, restaurantes, quiosques e similares, bem ainda, nos veículos automotores, durante festas e eventos privados realizados no intuito de lucros e sem qualquer pagamento de impostos ou fiscalização prévia ou concomitante do poder público, chamadas popularmente de "serestas".

A recomendação é destinada a Prefeitura Municipal de Ipu, a fim de não ceder bens públicos (o que incluí espaços públicos) e nem autorize a ocorrência de eventos como encontro de paredões de som, seresta e demais eventos particulares capazes de infligir a lei.

Os donos de bares, restaurantes, proprietários e administradores de casas noturnas, boates, lanchonetes e estabelecimentos assemelhados também foram notificados pela recomendação.

Ipu Notícias

Arquivado em:

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.