Travestis destroem carro de cliente que fugiu sem pagar

Por Ipu Online — publicado | 19.1.18 | 0 comentários


Seis travestis foram detidas em Santos, no litoral de São Paulo, na manhã desta quinta-feira (18), após incendiarem o carro de um cliente que se recusou a pagar pelo programa. Um vídeo obtido pelo G1 mostra o grupo vandalizando o veículo. Antes de incendiarem o automóvel, elas chegam a pular em cima e, em determinado momento, arrancam, no braço, uma das portas do veículo.

A confusão ocorreu no início da manhã, na Rua João Pessoa, a principal do entro de Santos, o que deixou o trânsito completamente congestionado. Dezenas de testemunhas se reuniram para acompanhar a confusão. O homem, que não quis pagar o programa após passar a noite com uma das travestis, conseguiu fugir ao ter o carro abordado e não ficou ferido.

Segundo a polícia, a briga começou apenas com uma discussão por conta da falta do pagamento. O cliente, em determinado momento, entrou no veículo e tentou acelerar, mas acabou sendo interceptado pelas amigas da travesti, que queriam evitar que o rapaz fosse embora sem efetuar o pagamento. Como reafirmou que não pagaria, o ataque começou.

Após a fuga da cliente, que abandonou o veículo, o grupo se reuniu para destruir o carro. Uma das travestis, com um pedaço de papelão, começou a colocar fogo no veículo. As chamas rapidamente se espalharam e acabaram bloqueando o trânsito no local. O automóvel acabou sendo rapidamente consumido pelo fogo e ficou totalmente destruído.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de Santos e o Corpo de Bombeiros foram acionados para conter as chamas. O carro ficou destruído pelo fogo. Para os trabalhos, foi necessário interditar um trecho da pista, que acabou sendo liberado por volta das 8h40. O veículo já foi retirado do local.

A Polícia Militar também foi acionada e conduziu todos os envolvidos para o 1º Distrito Policial de Santos, onde registrada a ocorrência. Apesar do vandalismo, ninguém ficou ferido.


Veja o vídeo abaixo:

     

G1

Categorias:

0 comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.