Polícia prende mais dois suspeitos de participar de execução de três mulheres em Caucaia

Por Ipu Online — publicado | 10.3.18 | 0 comentários

Ao todo, seis pessoas estão detidas suspeitas de participar do crime. Três homens e um adolescente já tinham sido capturados na terça-feira (6)
  
As vítimas foram torturadas, mortas e tiveram os corpos abandonados em um mangue, próximo ao Rio Ceará ( Foto: Natinho Rodrigues )
Mais dois suspeitos de participarem da execução de três mulheres em Caucaia foram presos pela Polícia Civil nesta sexta-feira (9). As vítimas foram torturadas, mortas e tiveram os corpos abandonados em um mangue, próximo ao Rio Ceará, na última sexta-feira (2). Ao todo, seis pessoas estão detidas suspeitas de participar do crime. Três homens e um adolescente já tinham sido capturados na terça-feira (6). Os corpos das vítimas foram encontrados nesta manhã após dias de buscas.

Os dois detidos nesta sexta foram identificados como Bruno Araújo de Oliveira, 23, que tem passagens por roubo e homicídio, e César Clemente da Silva, 28, sem antecedentes criminais. De acordo com a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), os dois são apontados como partícipes ativos do crime e, após a prisão, Bruno indicou o local exato onde os corpos foram enterrados.

      

Os três corpos foram achados, nesta manhã, em uma área de manguezal do Rio Ceará, dentro na comunidade dos Gafanhotos, no Vila Velha. Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), as equipes que participaram das buscas encontraram no local peças de roupas e pedaços de madeira que, de acordo com as investigações, foram utilizadas para agredir as vítimas e depois foram enterrados junto aos corpos. Parte de um facão também foi achado na área.

Tanto os corpos como os pertences encontrados foram levados para a Pefoce, onde passarão por exames periciais e serão analisados. Conforme a SSPDS, a Polícia acredita que as três vítimas são Darcyelle Ancelmo de Alencar, 31, Ingrid Teixeira Ferreira, 25, e Nara Aline Mota Lima, 23. O trio foi torturado, mutilado, assassinado e decapitado em uma área de mangue, no bairro Parque Leblon, na última sexta-feira (2).

O crime foi gravado e os vídeos foram divulgados em redes sociais. As imagens, que expuseram a barbárie - incluindo a filmagem de membros das vítimas sendo cortados a golpes de facão, enquanto elas ainda estavam vivas, auxiliaram a Polícia na identificação dos envolvidos. Outros suspeitos de terem participado direta ou indiretamente da ação continuam sendo procurados. A Polícia acredita que o crime foi motivado por briga entre grupos criminosos rivais.

Quatro presos na terça-feira
Os quatro primeiros suspeitos de participarem da ação foram capturados no último dia 6 por equipes do 7º Distrito Policial. São eles: Diego Alves Fernandes, 21, com antecedentes criminais por receptação, associação criminosa e corrupção de menor, Luiz Alexandre Alves Silva, 25, com passagens por roubo com restrição de liberdade, e Antônio Honorato dos Santos, 42, sem antecedentes criminais. O quarto é um adolescente de 17 anos com passagem pela Polícia por posse ilegal de arma de fogo que foi encaminhado à sede da Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

       

Diário do Nordeste

Categorias: ,

0 comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.