Segundo tiroteio em uma semana deixa 6 mortos na Rocinha, diz PM; mais 2 corpos são encontrados

Por Ipu Online em | 25.3.18 | 0 comentários


Movimentação policial após tiroteio na Rocinha, no Rio de Janeiro

Uma operação policial na Rocinha, zona sul do Rio de Janeiro, deixou seis mortos na manhã deste sábado (24), de acordo com informações divulgadas pela PMERJ (Polícia Militar do Rio de Janeiro). Outros dois corpos foram encontrados em uma passarela na comunidade e entregues à Delegacia de Homicídios, mas a PM não os associa ao tiroteio.

O Batalhão de Choque fazia um patrulhamento na comunidade quando "criminosos armados" atiraram contra as equipes. Houve confronto na Rua 2 e na localidade Roupa Suja, conforme divulgado pela Polícia Militar em seu perfil no Twitter.

Ainda de acordo com a PMERJ, seis pessoas foram encontradas baleadas e encaminhadas ao Hospital Miguel Couto, onde morreram. Mais tarde, outros dois corpos foram encontrados em uma passarela na favela. Nenhum policial militar ficou ferido na operação.

A Polícia Militar do Rio divulgou ainda que, com os baleados, "foram apreendidos um fuzil, seis pistolas e duas granadas". Um vídeo foi divulgado com imagens dos objetos apreendidos:
O hospital Miguel Couto afirmou ao UOL que não podia fornecer informações sobre os baleados que lá foram atendidos. A página "Onde Tem Tiroteio-RJ" divulgou um vídeo com imagens da Rocinha na manhã de hoje:
                             

A Rocinha teve a rede elétrica atingida e está sem luz. A Light, concessionária de energia, informou que, diante da insegurança, não pode enviar técnicos para reestabelecer o fornecimento.

A segurança pública do Rio de Janeiro está sob intervenção federal de caráter militar desde o dia 16 de fevereiro.

Duas mortes em tiroteio há três dias
Na noite da última quarta-feira (21), um policial militar e um morador da Rocinha morreram após serem baleados em um confronto entre traficantes e policiais da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) local.

O PM, identificado como Mesquita, foi baleado no abdômen. Ele chegou a ser socorrido no Hospital Miguel Couto, na Gávea, mas não resistiu. Ele foi enterrado ontem. Já o morador da Rocinha era o vendedor ambulante Antonio Ferreira da Silva, conhecido como Marechal. Seu funeral ocorreu na manhã deste sábado.

A PM (Polícia Militar) realizou uma operação na região com apoio de policiais do batalhão de Choque e da UPP. Policiais do Bope (Batalhão de Operações Especiais) e do GAM (Grupamento Aeromóvel) também foram acionados para o local.

O serviço Disque Denúncia oferece recompensa de R$ 5 mil por informações que levem aos assassinos de Felipe de Mesquita. O telefone é (21) 2253-1177.

No fim de semana anterior, um intenso confronto na região já havia fechado vias do bairro. Comerciantes precisaram fechar as portas.


Policiais conduzem rapazes algemados durante operação na Rocinha neste sábado (24)

51 mortos em seis meses de operações

Desde de setembro do ano passado, a comunidade sofre com a disputa de facções pelo tráfico de drogas da região e operações regulares da PM.

Neste sábado, após o tiroteio com sete mortos, a PM divulgou um balanço dos seis meses de operação na Rocinha. Segundo a Polícia, neste período 51 pessoas morreram (48 criminosos, dois policiais e uma turista espanhola) e outras 13 ficaram feridas (dois policiais e 11 moradores).

Ainda de acordo com o saldo, 105 pessoas foram presas e foram apreendidos: 38 fuzis, 3 submetralhadoras, 6 espingardas calibre 12, 66 pistolas, 5 fuzis falsos, 3 pistolas falsas, 69 granadas ou artefatos explosivos e mais de duas toneladas de drogas (não especificadas).


Vasos de flores colocados em um dos pontos da Rocinha para homenagear os mortos do tiroteio do dia 21

Com informações da Agência Brasil



Arquivado em: ,

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Ipu online. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Ipu Online poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.