Ataques aéreos na Síria atribuídos à Rússia deixam 38 mortos

Por Ipu Online — publicado | 8.6.18 | 0 comentários


Trinta e oito pessoas foram mortas na província síria de Idleb durante ataques noturnos atribuídos à força aérea russa, um aliado do regime sírio, de acordo com um novo balanço divulgado pelo Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

Os ataques atingiram na noite desta quinta-feira (7) a localidade de Zardana, controlada por rebeldes e jihadistas, na província do noroeste do país, segundo o OSDH.

Pelo menos 38 civis, incluindo cinco crianças, foram mortos nos ataques, revelou o Observatório, que num levantamento anterior indicava 18 vítimas fatais. As investidas deixaram ainda 60 feridos.

O número de mortos aumentou porque vários corpos foram retirados dos escombros das casas destruídas pelas bombas, disse à Agência France-Presse (AFP) o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

Após os ataques aéreos, uma grande cratera se abriu no meio de prédios de dois ou três andares, de acordo com um correspondente da AFP no local.

Os civis ajudaram as equipes de resgate a retirar os corpos que estavam enterrados nos escombros.

Num hospital próximo são prestados cuidados médicos a mulheres feridas, crianças, idosos e socorristas.

A maior parte da província de Idleb é controlada pelos jihadistas de Hayat Tahrir al-Sham, uma coligação dominada pelo antigo ramo da al-Qaeda na Síria.

Esta província, uma das últimas a escapar em grande parte do poder de Bashar al-Assad, é regularmente alvo de ataques por parte do regime ou do seu aliado russo.

Mais de 350.000 pessoas já foram mortas na Síria desde o início do conflito, em 2011. Com informações da Lusa.

Arquivado em:

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.