Consumo de álcool antes de dirigir sobe 16% após lei seca

Por Ipu Online — publicado | 5.6.18 | 0 comentários


O número de adultos que admitem digirir após consumir bebida álcoolica cesceu 16% em entre 2011, ano em que começou a lei seca, e 2017. As informações são do G1.

Pessoas entre 25 e 34 anos (10,8%) e com maior escolaridade (11,2%) são os que mais bebem antes de pegar o volante, segundo levantamento do Ministério da Saúde. No geral, 6,7% da população adulta no Brasil confessa cometer a infração. A mesma pesquisa indica que homens se arriscam mais do que mulheres (11,7% admitem a prática, contra 2,5%).

Recife foi a capital onde menos pessoas admitiram cometer o delito (2,9%), sendo Palmas (16,1%) a cidade pesquisada com mais infratores.

As informações são da pesquisa Vigitel (Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas), feita pelo Ministério da Saúde em 27 capitais entre fevereiro e dezembro de 2017. Foram realizadas 53.034 entrevistas com maiores de 18 anos por telefone.

A lei seca determina tolerância zero para motoristas pegos alcoolizados. Caso o teste do bafômetro acuse valor acima de 0,33 mg/l, o infrator responde criminalmente. Qualque motorista flagrado com dirigindo após consumo de álcool tem de pagar multa de R$ 2.934,70 e tem a carteira nacional de habilitação (CNH) recolhida.

Arquivado em:

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.