Brasil cai diante da Bélgica e se despede da Copa nas quartas de final

Por Ipu Online — publicado | 7.7.18 | 0 comentários


Kazan – A seleção brasileira não conseguiu segurar a Bélgica nesta sexta-feira, perdeu jogo disputado na Kazan Arena por 2 a 1 e se despediu da Copa do Mundo nas quartas de final, o que já garante que o torneio terá campeão europeu.

O placar do duelo foi aberto pelo volante Fernandinho, que marcou, aos 13 da etapa inicial, o segundo gol contra do Brasil na história das Copas – o primeiro foi de Marcelo, há quatro anos, na vitória sobre a Croácia. Pouco depois, aos 31, o meia Kevin de Bruyne ampliou, em contra-ataque mortal dos Diabos Vermelhos.

No segundo tempo, os brasileiros reclamaram muito de pênalti do zagueiro Vincent Kompany no atacante Gabriel Jesus, mas a equipe do VAR reviu o lance e auxiliou ao árbitro sérvio Milorad Mazic, que não marcou a infração.

A seleção melhorou com a entrada de Roberto Firmino e Douglas Costa na etapa complementar, mas foi outro jogador vindo do banco foi quem descontou, o meia Renato Augusto aos 31, após linda assistência do meia Philippe Coutinho.

A vitória da Bélgica já garante que a Europa ficará o título pela 12ª vez, ampliando a vantagem sobre a América do Sul, que tem nove taças. Isso, porque os Diabos Vermelhos duelarão com a França, que mais cedo passou pelo Uruguai. Na outra chave, estão Rússia e Croácia, além de Suécia e Inglaterra.

Esta é a segunda vez na história que os belgas disputarão uma semifinal de Copa do Mundo. Na primeira aparição, em 1986, perderam para os argentinos, resultado que foi seguido por derrota para os franceses, ficando com a quarta colocação.

Os comandados pelo espanhol Roberto Martínez enfrentarão os campeões mundiais de 1998, nesta terça-feira, às 15h (de Brasília), em São Petersburgo. O segundo finalista será definido no dia seguinte, em Moscou.

O Brasil, por sua vez, cai pela quinta vez na história nas quartas de final das Copas do Mundo. O revés de hoje em Kazan se junta as quedas diante da Hungria, em 1954, França, em 1986 e 2006, e Holanda, em 2010.


Agência EFE

Categorias:

0 comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.