Contra roubo de cargas, PF cumpre 64 mandados de prisão em 6 estados

Por: Ipu Online em | 17.7.18 | 0 comentários


Os investigadores estimam que o grupo criminoso tenha causado um prejuízo de mais de R$ 8,6 milhões só com roubos de cargas e caminhões. Crimes contavam com ajuda de caminhoneiros


Uma investigação contra roubo de cargas em Alagoas e em outros cinco estados faz a Polícia Federal (PF) cumprir 64 ordens de prisão, nesta terça-feira (17/7), na Operação Transbordo. Além das prisões, os agentes cumprem 106 ordens de busca e apreensão e três de interdição de empresas envolvidas em receptação de mercadorias. Os investigadores estimam que o grupo criminoso tenha causado um prejuízo de mais de R$ 8,6 milhões só com roubos de cargas e caminhões.

Os 173 mandados judiciais são cumpridos em Maceió (AL), São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Ceará e Pernambuco. A investigação da Superintendência da Polícia Federal em Alagoas revela que o esquema de crimes de furto e receptação de cargas e caminhões ocorriam em diversos estados do Nordeste e Sudeste. Para isso, os investigados se valiam de falsas comunicações de crimes de roubo, além de adulteração de veículos, golpes em seguradoras e outros delitos.

Alguns motoristas de caminhões também participavam do esquema simulando sequestros, enquanto outros suspeitos faziam a desativação de dispositivos de segurança do caminhão e a subtração da carga. "Ao final, o motorista comparecia em um órgão policial para realizar falsa comunicação de crime", explica a PF em nota. As ações da PF contaram com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Veja a lista de mandados judiciais da Operação Transbordo

Rio de Janeiro
2 mandados de busca e apreensão
2 mandados de prisão

Alagoas
18 mandados de busca e apreensão
11 mandados de prisão

São Paulo
47 mandados de busca e apreensão
32 mandados de prisão

Pernambuco
1 mandado de busca e apreensão
1 mandado de prisão

Bahia
36 mandados de busca e apreensão
25 mandados de prisão

Ceará
1 mandado de busca e apreensão
1 mandado de prisão

Correio Brasiliense

Arquivado em: ,

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.