Tudo que você precisa saber para ter unhas fortes e bonitas

Por: Ipu Online em | 24.7.18 | 0 comentários


Aproximadamente 20% da população mundial sofre com quebra ou descamação das unhas, um problema que tem a ver com fatores locais (microtraumatismos repetidos por uso de produtos químicos ou cosméticos) ou sintoma de afecções dermatológica (psoríase e onicomicose) ou sistêmica (anemia e carências vitamínicas). O problema, com incidência maior em mulheres, vai além de um incômodo estético, já que a fragilidade pode representar desconforto e até dor. “Unhas enfraquecidas podem ser sinais de carência de zinco e até mesmo Vitamina D. Mas existem doenças como anemia e hipotireoidismo que apresentam esse tipo de alteração nas unhas. Antes mesmo de tentar resolver os sintomas, é necessário investigar a causa”, afirma a Dra Renata Domingues, médica especializada em Nutrologia, diretora responsável da Clínica Adah e vice-presidente da Associação Brasileira de Nutrologia Médica (Abranutro).

Lucas Portilho, consultor e pesquisador em Cosmetologia, farmacêutico e diretor científico da Consulfarma, afirma que a unha é uma estrutura composta por queratina, a mesma proteína que compõe nosso cabelo e também a parte mais externa da pele. “Ela cresce aproximadamente de 2 a 3 mm por mês. E se cair, regenera completamente de 6 a 9 meses”, afirma o especialista. De acordo com a farmacêutica e diretora técnica da Pharmapele, Luisa Saldanha, quando as unhas ficam mais finas, elas descamam com facilidade, têm aspecto poroso e muitas vezes apresentam manchas e irregularidades, além de ficarem mais vulneráveis ao ataque de fungos.

De olho na alimentação – A médica especializada em Nutrologia, Dra Renata Domingues, afirma que alguns alimentos e elementos podem fortalecer as unhas de dentro para fora: “Frutas ricas em vitamina C como tangerina, acerola, mamão, limão, morango, grãos, nozes, sementes e folhas escuras ricas em vitamina E; alimentos que contém biotina como peixes de água salgada, órgãos de animais como fígado e rins, grãos integrais, ovo cozido e cogumelos cozidos; alimentos que contém zinco como ostras, tubérculos, castanhas, carnes, peixe e frango; além de alimentos que impulsionam a produção de queratina como couve, brócolis, alho, feijão, soja, cereais e uva”, diz a médica. Além disso, a médica lembra que ingerir alimentos ricos em proteínas oferece ao organismo os aminoácidos de que ele necessita para produzir os elementos essenciais para a saúde e fortalecimento das unhas.

Tratamento tópico – O pesquisador Lucas Portilho afirma que o tratamento com cremes ou compostos tópicos pode ser eficiente, já que a unha absorve substâncias dependendo do tamanho molecular dos compostos. “Por exemplo, se um creme contém um ativo que possui um tamanho de molécula muito grande não haverá permeação, mas se a molécula for pequena, a permeação será facilitada. Estudos científicos já revelaram que ativos antifúngicos penetram mais na unha e conseguem chegar nas camadas mais profundas da unha, onde o fungo se instaurou. Outro ponto que facilita a permeação de ativos é carga elétrica da molécula. Um ativo que possui carga negativa ou positiva (chamamos de ativos iônicos) tem maior dificuldade de entrar na pele, pois acaba interagindo com a carga presente em nossas estruturas da pele e unha. Já os ativos que não possuem carga (chamamos de ativos não iônicos) penetram com mais facilidade”, explica.

“Um produto indicado para uso tópico na unha é o Nonychosine, um blend de polímeros que fortalece a unha em uma base esmalte que pode ser indicada pelo seu dermatologista. Pode ser associado ao Methiosilane que fornecerá metionina para fortalecer as unhas e silício via tópica a matriz ungueal”, afirma Mika Yamaguchi, farmacêutica e diretora científica da Biotec Dermocosméticos.

Cápsulas poderosas – A suplementação é uma importante aliada no crescimento das unhas. “Duas substâncias fundamentais são a Biotina, conhecida como Vitamina B7, e o silício orgânico Exsynutriment, um suplemento que oferece o silício biodisponível (que é melhor absorvido e assimilado pelo organismo), melhorando o crescimento e resistência das unhas”, explica Mika.

“E o tratamento oral é mais indicado porque as unhas possuem uma baixa irrigação sanguínea e um crescimento lento, então é necessário fornecer nutrientes essenciais na composição da unha”, acrescenta a farmacêutica da Biotec. “Mas o primeiro passo para resolver qualquer alteração na unha é procurar um dermatologista”, finaliza Mika.

Noticias ao Minuto

Arquivado em:

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.