Palmeiras vence São Paulo, se isola no G-4 e quebra tabu no Morumbi

Por Ipu Online — publicado | 7.10.18 | 0 comentários


Com dois gols no primeiro tempo, o Palmeiras venceu o clássico contra o São Paulo por 2 a 0, neste sábado (6), no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro, e se isolou na liderança do Campeonato Brasileiro.

O jogo poderia alçar o São Paulo a líder da competição ou firmar o Palmeiras na primeira colocação. Com o triunfo, o time alviverde chegou a 56 pontos e abriu três de vantagem para o segundo colocado.

De quebra, o Palmeiras acabou com um tabu de 16 anos. O último triunfo da equipe alviverde sobre o Tricolor, no Morumbi, havia acontecido no Torneio Rio-São Paulo de 2002. Na ocasião, o Palmeiras fez 4 a 2. Desde então, o retrospecto apontava 15 vitórias são-paulinas e nove empates.

Com a derrota, o São Paulo se manteve com 52 pontos e completa quatro partidas sem vitória. Antes de perder para o Palmeiras, o time de Diego Aguirre havia empatado com Botafogo, América-MG e Santos.

O Palmeiras decidiu a vitória no primeiro tempo. O primeiro gol saiu aos 33min e foi marcado pelo zagueiro Gustavo Gómez, de cabeça, após cobrança de escanteio de Dudu. Quatro minutos mais tarde, Deyverson fez o segundo, também de cabeça, em cruzamento de Mayke.

SÃO PAULO

Sidão; Bruno Alves, Rodrigo Caio (Everton), Anderson Martins; Bruno Peres, Jucilei, Judson, Nenê (Gonzalo Carneiro), Reinaldo; Joao Rojas, Diego Souza (Tréllez).

T.: Diego Aguirre.

PALMEIRAS

Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Luan, Gustavo Gómez, Victor Luis; Felipe Melo, Lucas Lima (Bruno Henrique), Moisés; Hyoran (Willian), Deyverson, Dudu.

T.: Luiz Felipe Scolari.

Estádio: Morumbi, em São Paulo

Juiz: Wilton Pereira Sampaio (GO)

Público total: 56.694

Renda bruta: R$ 2.959.044,00

Cartão amarelo: Rodrigo Caio e Joao Rojas (São Paulo); Victor Luis, Felipe Melo e Dudu (Palmeiras)

Gols: Gustavo Gómez, aos 33min, e Deyverson, aos 37min do primeiro tempo

Com informações da Folhapress

Categorias:

0 comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.