Polícia prende quadrilha especializada em roubo a residências na área da Messejana

Por Ipu Online — publicado | 23.11.18 | 0 comentários


Policiais do 6º Distrito Policial prenderam na tarde dessa quinta-feira, 22, uma quadrilha especializada em roubos de residências nas áreas de Messejana e Paupina. A prisão ocorreu por volta de 14h, na BR-116, quando o grupo se preparava para fazer outras vítimas.

Foram presos Erickson Felipe Sampaio Rocha, de 28 anos, com passagem por tráfico; Wermeson Ferreira Loyola, de 22 anos; Gabriel Rodrigues de Araújo, de 19 anos e Edivaldo de Mesquita Alves, de 25 anos. Um adolescente foi apreendido. Com a quadrilha a polícia apreendeu um revólver calibre 32, com sete munições intactas; um simulacro de pistola; um colete balístico; cinco celulares e uma lanterna.

“Esse pessoal já vinha há algum tempo fazendo roubos em residências aqui na área, nós passamos a investigar com a realização dos boletins de ocorrência, o que mostra a importância de as pessoas registrarem os crimes que sofrem, porque a gente consegue pelo menos começar uma investigação. Fizemos levantamentos e descobrimos o veículo usado nos assaltos. Policiais montaram uma campana, passaram a seguí-los e fizeram uma abordagem na BR-116", comenta o delegado do 6º DP, Bruno de Figueiredo.

Também foi apreendida uma blusa com logomarca de um condomínio. A roupa era usada pelos suspeitos para despistar as vítimas. Uma fita, usada para amarrar as vítimas, também estava entre o material encontrado com os criminosos. De acordo com a polícia, o grupo monitorava o movimento das residências e abordava as vítimas na saída ou na chegada em casa. As pessoas eram rendidas, levadas para dentro das casas e amarradas.

A polícia procura ainda uma sexta pessoa, outro adolescente, considerado o mais violento do grupo. O delegado Bruno de Figueiredo pede que as vítimas procurem a delegacia para fazer o reconhecimento dos suspeitos.

Diário do Nordeste

Categorias: ,

0 comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.