Prefeito acusado de matar ex-funcionário público reassume a prefeitura de Santana do Acaraú

Por Ipu Online — publicado | 6.11.18 | 0 comentários

Há um pedido de cassação do mandato do gestor tramitando na Câmara Municipal, a comissão tem o prazo de 90 dias para concluir o processo


O prefeito Raimundo Marcelo Arcanjo (MDB) reassumiu a prefeitura de Santana do Acaraú na manhã desta segunda-feira (5), o gestor estava afastado do cargo desde o dia 29 de agosto, ocasião em que matou com um tiro no coração, o ex-funcionário público Augusto Cesar do Nascimento, Arcanjo permaneceu foragido e se apresentou no DPI Norte (Departamento de Polícia do Interior) e permaneceu preso temporariamente em um quartel do corpo de bombeiros em Fortaleza, desde o dia 5 de setembro .

A Câmara Municipal autorizou licença no dia 12 de setembro por até 60 dias, para que o prefeito tratasse de assuntos pessoais. A vice-prefeita Janderlúcia Carneiro Farias assumiu temporariamente a gestão. No dia 26 de setembro a Polícia Civil concluiu o inquérito e encaminhou para a Procuradoria Geral de Justiça do Estado do Ceará, que deverá apresentar pedido de condenação de Marcelo Arcanjo.

Em entrevista à uma emissora de TV, Marcelo Arcanjo disse que resolveu antecipar a volta - a licença concedida pela Câmara de Vereadores da cidade termina no sábado (10) - para cuidar das contas da Prefeitura. "A licença vence no próximo sábado e é por isso que estou voltando agora, para consultar as contas. Aquela burocracia toda", explicou.

Perguntado sobre o crime do qual é investigado, ele se recusou a comentar. "Eu estou voltando para cumprir o meu mandato. Esse assunto eu me recuso a falar. Falo somente ao Juiz. Está entregue à Justiça. Estou à disposição da Justiça. Esse assunto eu trato somente com as autoridades e o Ministério Público", afirmou.

 Pedido de Cassação – O jornalista Manoelzinho Canafístula encaminhou no dia 12 de setembro um pedido de cassação do mandato do prefeito por quebra de decoro e ato incompatível com a função pública. A Câmara instalou uma comissão processante composta pelos vereadores Auricélio Marques (MDB) presidente, Domingos Sávio (PV) relator e Victor Vasconcelos (MDB) membro. Até a presente data a comissão não realizou nenhum ato em relação ao processo de investigação do pedido, segundo uma declaração emitida pelo presidente da comissão, o prefeito foi notificado para apresentar sua defesa. Dois dos três vereadores que compõe a comissão são do mesmo partido do prefeito.

Caso inédito na história do Brasil – O caso do prefeito de Santana do Acaraú é inédito na história do Brasil, ele é o único gestor que cometeu um crime contra a vida de um cidadão do município e permanece no cargo como se nada estivesse acontecido. A Câmara Municipal composta por 13 vereadores autorizou o prefeito a pedir licença para tratar de um assunto particular, o crime que cometeu, a justiça por sua vez decretou apenas uma prisão temporária. Com o aval da Justiça e da Câmara de Vereadores o prefeito reassumiu na manhã desta segunda-feira o cargo mais importante do município de Santana do Acaraú. A população não se manifesta sobre o caso, por uma única razão, o medo, afinal ninguém quer ser a próxima vítima. Enquanto isso o município amarga os mais elevados índices de violência e os piores indicadores sociais do estado. A Família Arcanjo/Vasconcelos e Alves dominam a política de Santana do Acaraú há 60 anos e o povo continua escravo e refém do sistema implantado pela família.

Tribuna do Ceará

Categorias:

0 comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.