Mãe e companheira admitem ter deixado filha de 2 anos morrer de fome

Por redação Ipu Online | publicado | 21.12.18 | 0 comentários


A mãe de uma criança de 2 anos admitiu que deixou a filha morrer de fome no apartamento onde vivia com a sua companheira, na Escócia. Margaret Wade e Marie Sweeney, de 38 e 37 anos, respectivamente, deixaram a pequena Lauren sem os cuidados mínimos durante meses. Ela morreu em março de 2015, no hospital.

Em tribunal, pessoas disseram ter ouvido que Lauren estava suja, desnutrida e muito magra, sendo que, segundo um investigador, o apartamento em que vivia foi o pior que já viu na vida.

As duas mulheres mantinham uma relação há mais de 15 anos e afirmavam ser as mães de Lauren. Elas estão sob custódia policial e aguardam a sentença ainda antes do Ano Novo.

Dias antes da morte
Uma semana antes da sua morte, os vizinhos ouviram a criança chorar durante toda a noite. As mães alegavam que era por causa do crescimento dos dentes, embora a garota já apresentasse uma dentição completa, segundo afirma o Daily Mail.

Dias depois, Margaret afirmava que a filha estava pálida e com um ar cansado porque estava gripada. A menina foi encaminhada para o hospital, já inconsciente, e foi declarada morta 30 minutos depois.

Noticias ao Minuto

Arquivado em: ,

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.