40 pessoas são capturadas em operação de forças de segurança no Ceará

Por redação Ipu Online, publicado em | 2.2.19 | 0 comentários


A segunda fase da Operação Contra-Ataque foi concluída com a captura de 40 pessoas, entre prisões e apreensões de adolescentes. A ação ocorreu entre as 16h da sexta-feira (1º) e 3h deste sábado (2), na Capital e na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), e foi realizada com forças de segurança do Município de Fortaleza, do Estado e do governo Federal, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS-CE), que comandou os trabalhos.

De acordo com o órgão, atuaram na operação "mais de 3.600 agentes de segurança, trânsito e fiscalização, centenas de viaturas, duas aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da SSPDS e um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF)". A ação incluiu "cercos, ações de saturação, cumprimento de mandados e barreiras de fiscalização". Agentes penitenciários também atuaram na operação, realizando busca de foragidos "e conferindo a localização de apenados que usam tornozeleiras eletrônicas".

Enquanto policiais militares e outras forças de segurança patrulhavam as ruas, agentes da Polícia Civil realizaram o cumprimento de 14 mandados de prisão por crimes diversos em Fortaleza, Caucaia, Maracanaú, Maranguape e Pacatuba. Além das polícias Civil e Militar, participaram da operação o Corpo de Bombeiros, a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), a Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Primeira fase
Na primeira fase, a operação Contra-Ataque, deflagrada em 25 de janeiro, capturou 42 pessoas. Segundo a SSPDS-CE, também foram apreendidas 11 armas de fogo e 4,36 kg de drogas no trabalho realizado por cerca de 5,7 mil agentes de segurança e de órgãos parceiros.

Diário do Nordeste

Arquivado em: ,

0 comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.