Morre Sabrina Bittencourt, mulher que ajudou a desmascarar João de Deus, dizem ativistas

Por redação Ipu Online | publicado | 4.2.19 | 0 comentários

"Ela deu o último passo pra gente poder viver. Eles mataram minha mãe", escreveu o filho de Sabrina no Facebook, alegando que a ela teria cometido suicídio

Sabrina Bittencourt (Foto: Arquivo pessoal)
A tivista social e uma das mulheres que ajudou a desmascarar abusos sexuais de João de Deus e Prem Baba, Sabrina Bittencourt, 38, teria cometido suicídio no sábado (02/02), segundo ativistas e fontes próximas à vítima. Uma nota de falecimento comunicada à imprensa e assinada por Maria do Carmo Santos (presidente da ONG Vitimas Unidas, com a qual Sabrina trabalhava) na manhã deste domingo (03/02) confirmava a morte da mulher.

Procurado por Marie Claire, o Consulado Brasileiro em Barcelona afirmou que não poderia dar informações sobre nenhum residente brasileiro sem prévia autorização dos familiares. As autoridades espanholas até agora não confirmaram o suicídio ou a morte de Bittencourt.

"O grupo Vítimas Unidas comunica com pesar o falecimento de Sabrina de Campos Bittencourt, ocorrido por volta das 21h deste sábado, 02 de fevereiro, na cidade de Barcelona, na Espanha, onde vivia. A ativista cometeu suicídio e deixou uma carta de despedida relatando os porquês de tirar sua própria vida. Pedimos a todos que não tentem entrar em contato com nenhum integrante da família, preservando-os de perguntas que sejam dolorosas neste momento tão difícil. Dois dos três filhos de Sabrina ainda não sabem do ocorrido e o pai, Rafael Velasco, está tentando protegê-los. A luta de Sabrina jamais será esquecida e continuaremos, com a mesma garra, defendendo as minorias, principalmente as mulheres que são vítimas diárias do machismo. Agradeço o apoio de todos", diz a nota divulgada por Maria do Carmo Santos. 

No sábado (02/02), às 20h05, Sabrina escreveu um post em sua conta no Facebook em que fala sobre sua vida, a luta pelas mulheres e minorias e que logo se uniria a Marielle Franco, vereadora carioca assassinada no Rio de Janeiro em março de 2018. "Marielle me uno a ti. Eu fiz o que pude, até onde pude. Meu amor será eterno por todos vocês. Perdão por não aguentar, meus filhos", diz um trecho da carta que Sabrina teria deixado aos familiares.

Sabrina Bittencourt com o filho mais velho, Gabriel Baum (Foto: Reprodução)


Arquivado em:

0 comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.