Famílias pedem desligamento voluntário do Bolsa Família em Correntina

Por redação Ipu Online | publicado | 21.3.19 | 0 comentários


Com uma atitude exemplar de cidadania e honestidade, três famílias de Correntina, município da região Oeste da Bahia, solicitaram o desligamento voluntário do Programa Bolsa Família. Os pedidos foram feitos porque conseguiram superar a situação de vulnerabilidade, com a conquista de um emprego, benefício do INSS ou outra renda.

Foi o caso de Glaucieide de Souza que solicitou o desligamento porque o marido dela foi contratado, com carteira assinada, para trabalhar nas obras de construção da Ferrovia Oeste Leste (FIOL). “O Bolsa Família é para ajudar pessoas que não têm outra renda. Como meu esposo agora está trabalhando, não precisamos mais do benefício e resolvemos pedir o desligamento para liberar para quem precisa”, afirmou Glaucieide.

Dely Barbosa também procurou a Gestão do Bolsa Família para pedir o desligamento voluntário do programa. Ela explicou que conseguiu um benefício do INSS e por conta disso não depende mais do Bolsa Família. “Tem muita gente precisando e não acho certo receber um dinheiro, mesmo que pouco, sem direito, prejudicando outras famílias”, disse.


Ao todo, neste ano, foram três desligamentos. Um senhor que conseguiu se aposentar pelo INSS foi o terceiro caso de desligamento voluntário do programa em Correntina. “Isso demonstra que as pessoas estão conscientes que o programa é atender famílias que vivem com dificuldades e precisam do Bolsa Família para viver. Quem não se enquadra nessa situação, não precisa receber o benefício”, afirmou o coordenador do Bolsa Família, Adeilton Barbosa.

Adeilton explica que quando isso ocorre, a família conta com uma janela de três anos para pedir o benefício novamente. “Se, no prazo de 36 meses, a família voltar a viver em situação de vulnerabilidade social poderá solicitar o benefício novamente. É um direito que o programa oferece pela honestidade e exemplo de cidadania da pessoa”, destacou.

Para pedir o desligamento, a pessoa beneficiária deve procurar a coordenação do Bolsa Família e assinar o documento simples. O serviço é prestado na Avenida 7 de Setembro, nº 26, Bairro Planalto. O horário de atendimento é das 7h às 13h.

Mais Oeste

Arquivado em:

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.