Riscos na barragem do Granjeiro provocam a remoção de mais de 250 famílias em Ubajara

Por redação Ipu Online | publicado | 17.3.19 | 0 comentários


Mais de 250 famílias que moram ao longo do rio Jaburu, em Ubajara, já foram removidas até a manhã deste domingo, 17. O trabalho começou na noite desse sábado. Segundo informações do Corpo de Bombeiros do Ceará, a noite foi "tranquila" na região. O trabalho de realojamento das famílias "é de caráter preventivo e se justifica pela etapa atual das obras de abertura de um novo sangradouro para o açude Granjeiro, localizado entre Ubajara e Ibiapina", informaram os Bombeiros.

Segundo a corporação, "neste momento, está sendo feita uma redução controlada do nível açude, que se encontra bastante elevado. Por precaução, as comunidades ribeirinhas estão sendo realocadas temporariamente, até o fim desta etapa do processo".

Na manhã deste domingo, 17, o coronel Luís Eduardo Soares de Holanda, comandante do Corpo de Bombeiros, e o tenente-coronel José Marcílio Guimarães Cavalcante, coordenador estadual de Defesa Civil, deslocaram-se até o local em uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) para acompanhar as operações.

"A maior parte das famílias foram removidas para casas de parentes. Apenas 70 tiveram que ser levadas para o Santuário da Mãe Rainha. É importante destacar a importância do apoio da população que ainda não foi removida para que essa etapa do trabalho possa ser concluída com brevidade", informou o coronel Holanda.

O trabalho de remoção é uma parceria da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Corpo de Bombeiros Militar (Cedec/CBMCE) com a Agência Nacional de Águas, a Secretaria de Recursos Hídricos (SRH), a Companhia Estadual de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh) e a Prefeitura de Ubajara.


Com informações O Povo

Arquivado em: ,

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.