Após reformas para permanecer com casal de ursos, Zoológico de Canindé busca licença ambiental

Por redação Ipu Online » publicado | 8.5.19 | 0 comentários


Para a permanência de um casal de ursos-pardos-siberianos, o Zoológico São Francisco, em Canindé, busca licenciamento ambiental na Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace). O espaço onde estão os ursos Dimas e Kátia, que estiveram no centro de uma disputa entre a Paróquia da cidade e o Instituto Luisa Mell, foi reformado para atender o parecer técnico emitido pela Semace.

Na primeira etapa da reforma, foi realizada a ampliação do local que abriga os ursos e melhoria na ambientação com a instalação de troncos, uma plataforma elevada e rochas. Em seguida foi construído um corredor de segurança no cambiamento, uma área de confinamento, em que os ursos descansam.

Dimas foi retirado pelo Ibama de um circo após acusações de maus-tratos e está no zoológico desde outubro de 2008. Kátia chegou três anos depois. Agora, o Santuário de Canindé, que administra o Zoológico São Francisco, busca renovar o licenciamento ambiental.

A Semace informou que os itens solicitados para adequação do espaço foram integralmente atendidos e que está sendo realizado acompanhamento por via administrativa e por meio de vistoria no zoológico.O casal de ursos agora está em um ambiente mais amplo e com uma piscina.

Entenda o caso
A ativista Luisa Mell começou uma campanha nas redes sociais no fim de setembro de 2018 para que os dois ursos-pardos-siberianos, Dimas e Kátia, fossem transferidos para o Rancho dos Gnomos. Luísa, que conseguiu retirar a ursa Marsha, agora batizada de Rowena, do Piauí para a associação, tentou fazer o mesmo com o casal de ursos.

A Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) emitiu um parecer técnico sobre as condições do Zoológico São Francisco de Canindé. Foi verificado que a instituição cumpria oito dos 12 critérios de análises previstos na Instrução Normativa do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que trata do acondicionamento de animais do gênero em empreendimentos do tipo jardim zoológico.

O Zoológico de Canindé reformou área que abriga ursos e a Semace confirmou que os itens solicitados na notificação para adequação do espaço foram integralmente atendidos.

Zoológico de São Francisco
O Zoológico de São Francisco surgiu quando romeiros começaram a trazer alguns animais para São Francisco e os frades escolherem o pátio da entrada do Convento de Santo Antônio para abrigá-los. Em 1974 foi construído um pequeno zoológico em frente ao museu e com a construção da Praça dos Romeiros veio a ideia de construir um novo zoológico.

A obra foi executada pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Semace) e a Casa de São Francisco, sob a orientação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). A inauguração aconteceu em 13 de março de 1991.  

O local abriga vários espécimes, como urso-pardo, onça-pintada, veado-catingueiro, leão, macaco-prego, porco-do-mato, raposa, guaxinim e coati. O espaço conta também com aves como o sabiá branca, papagaio cacau, galo-de-campina e até avestruz. Jabuti, jacaré e jiboia são alguns dos répteis presentes no zoo.

Diário do Nordeste

Arquivado em: ,

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.