Homem morre em carro, filho não consegue sair e também entra em óbito

Por redação Ipu Online | publicado | 10.5.19 | 0 comentários

Pai teria passado mal e morrido. Garoto é especial e só foi socorrido quando uma mulher estranhou o veículo parado a horas no local.

Imagens de câmeras de segurança mostram a caminhonete parando próximo a calçada. Pai e filho ficaram das dez da manhã às duas da tarde — Foto: Câmeras de segurança
O adolescente de 17 anos que ficou horas com o pai morto dentro da caminhonete da família, quarta-feira (8), em Campo Grande, morreu na Santa Casa. Segundo o hospital, a morte do garoto foi constatada por volta das 20h30 (de MS). As informações são do Campo Grande News.

Por volta das 14h, uma mulher que passava pela via estranhou o fato das duas pessoas estarem na caminhonete e acionou o serviço de emergência. Quando o socorro chegou constatou que o motorista estava morto e o passageiro, desacordado, trancado no veículo. O menino era autista.

Imagens de câmeras de segurança mostraram que a caminhonete parou no local por volta das 10h. A perícia verificou que o idoso  Juarez Guimarães de Oliveira, de63 anos, teve morte súbita.

O caso - O veículo S-10 foi encontrado estacionado na Rua Leônidas de Matos, onde permaneceu por aproximadamente três horas. Somente depois desse tempo, moradores perceberam que dentro do carro havia uma pessoa desacordada.

Um bombeiro que mora na região conseguiu abrir o carro com a ajuda de um outro homem. Juarez, que estava na direção do veículo, foi encontrado morto. O filho estava no banco traseiro, desacordado e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros.

De acordo com a delegada Christiane Grossi, do 7º DP (Distrito Policial), o caso será registrado como morte a esclarecer, mas, pelas circunstâncias e relatos prévios, tudo indica que seria morte natural. Oliveira teria histórico de problemas cardíacos.

Caminhonete ficou estacionada por cerca de três horas no bairro Santo Antônio (Foto: Liniker Ribeiro)

Arquivado em: ,

0 comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.