Data marcada para fim dos tempos: teórico afirma que apocalipse está prestes a acontecer

Por redação Ipu Online | publicado | 9.6.19 | 0 comentários


Uma profecia da Bíblia afirma o fim dos tempos da humanidade é iminente como consequência da segunda vinda de Jesus.

Muito cristãos acreditam que o arrebatamento dos santos, um evento que marca o retorno do filho de Deus, fará com que todos os crentes desapareçam da face da Terra em um "piscar de olhos", escreve Daily Star.

Segundo o conceito religioso, esse evento acontecerá após um período de turbulência, onde o mundo experimentará sete anos de paz e união e, posteriormente, sofrerá três anos e meio de guerra e pandemias globais.

O especialista Steve Fletcher, que monitora eventos que poderiam sinalizar o fim da humanidade, acredita que o arrebatamento dos santos começa neste fim de semana.

Na opinião de Fletcher, uma série de fatores lhe permitiu identificar o fim dos tempos, que coincide com as celebrações do Pentecostes (em 9 de junho de 2019) – a data que comemora a descida do Espírito Santo sobre os Apóstolos e outros seguidores de Cristo quando estavam em Jerusalém.

"Há considerações bíblicas para crer que podemos sair daqui mesmo antes de Pentecostes […] O Pentecostes vem no início do verão [de junho a setembro] e é a única festa levítica entre as três festas da primavera [Páscoa, Pão ázimo e Primeiras Frutas] e as três do outono", ressalta.

Para o especialista, "um detalhe que é compartilhado em três evangelhos é a vinda de Jesus no verão", referindo-se ao verão do hemisfério norte que ocorre entre 21 de junho a 23 de setembro, complementando que a humanidade acabará neste período.

"Portanto, isso pode indicar-nos que [o arrebatamento virá] pouco antes de Pentecostes", afirma Fletcher.

A matéria cita que ao digitar "Pentecostes" nos sites de buscas ou no Youtube, aparecerão milhares de resultados, com vídeos e artigos explicando o apocalipse iminente.

Sputnik news


Arquivado em:

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.