Diego Souza faz a diferença e Botafogo vence o Vasco por 1 a 0

Por redação Ipu Online | publicado | 2.6.19 | 0 comentários


A vantagem da certeza é que ela está lá, você pode precisar um dia que não ficará na mão. A diferença entre Botafogo e Vasco no clássico deste domingo no Nilton Santos não foi uma superioridade tática de Eduardo Barroca ou Vanderlei Luxemburgo, nem uma maior aplicação de uma ou outra equipe. O que pesou para a vitória alvinegra por 1 a 0 foi Diego Souza, o certo, enquanto que do outro lado havia a dúvida, Tiago Reis.

O camisa 7 alvinegro, aos 33 anos, não é mais o mesmo jogador de antes, o vigor físico ficou pelo caminho, mas a categoria na finalização segue intacta, essa o tempo não consegue tomar. Quando teve a chance, aos 12 minutos do segundo tempo, matou a bola no peito e colocou o Botafogo na frente.

Antes, as melhores chances haviam sido do Vasco, especialmente no primeiro tempo. Com uma proposta de jogar no contra-ataque, a equipe de Vanderlei Luxemburgo fez quase tudo certo: aproveitou a marcação falha do setor defensivo do rival e criou boas chances em jogadas de Marrony e Rossi. Na primeira, Tiago Reis, de 19 anos e ainda tentando se firmar entre os profissionais, furou a finalização. Na segunda, acertou a trave.

No geral, o ritmo do jogo foi morno, sem sal como a manhã cinzenta no Rio. O Vasco ainda tentou pressionar nos minutos finais, aquele típico abafa protocolar de quem está em desvantagem, mas o Botafogo sobreviveu à pressão sem maiores arranhões.

Apesar de assumir um certo compromisso com o bom jogo, Eduardo Barroca não deixou o Nilton Santos menor do que entrou por causa da atuação mediana do Botafogo. Com 12 pontos, a equipe subiu para a quinta colocação, o que deve mudar depois dos outros jogos da rodada.

Para o Vasco, entretanto, nada muda. Na lanterna do Campeonato Brasileiro, seguirá lá, sem uma vitória sequer em sete jogos disputados. Vanderlei Luxemburgo, depois de dois empates, teve sua primeira derrota à frente do time. Mas a reclamção dos vascaínos não é com ele. Quem anda com um alvo pendurado nas costas é o presidente Alexandre Campello.

Extra Globo

Arquivado em:

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.