Empresário e filha são achados mortos em imóvel em Campos do Jordão

Por redação Ipu Online | publicado | 10.6.19 | 0 comentários

Um empresário de 57 anos e sua filha, de 9, foram encontrados mortos dentro de casa, na manhã de sábado (8), em Campos do Jordão (181 km de SP). Uma das linhas de investigação da polícia é a de que ambos tenham morrido por conta de um vazamento de gás.

Luiz Manoel Vasconcelos Rosa era proprietário de um comércio de couros na cidade. Uma funcionária dele relatou à polícia que estranhou o atraso do empresário para chegar ao estabelecimento e, por isso, resolveu ir até a casa de Rosa, no bairro Vila Jaguaribe.

Casa do empresário Luiz Manoel Vasconcelos Rosa , 57, encontrado morto em casa por conta de um suposto vazamento de gás em Campos do Jordão (SP) - reprodução/ Facebook
Como ele não atendeu à porta, funcionários do condomínio onde ele residia abriram o imóvel. Dentro do local, segundo a polícia, as testemunhas ouviram um barulho e constataram que era de gás vazando. Um botijão caseiro estava acoplado ao sistema de aquecimento da casa e, por motivos ainda a serem esclarecidos, vazou.

Rosa e a filha dele estavam em cômodos diferentes e inconscientes. Os bombeiros e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foram acionados ao local, onde constataram que pai e filha já estavam mortos.

A reportagem apurou que o empresário era separado e que a garota, que não teve o nome informado, passava o fim de semana com o pai.

O Instituto de Criminalística foi acionado para realizar perícia no local e verificar o que teria provocado o vazamento de gás. O caso foi registrado como morte suspeita pela Polícia Civil.

Luiz Manoel Vasconcelos Rosa , 57 anos, empresário de 57 anos encontrado morto em casa por conta de um suposto vazamento de gás em Campos do Jordão (SP) - reprodução/ Facebook
Os corpos do empresário e da filha foram velados na Câmara de Vereadores, neste domingo (9), e sepultados por volta das 16h no cemitério municipal. A mãe da criança passou mal e foi amparada por familiares.

O prefeito de Campos de Jordão, Fred Guidoni (PSDB), usou as redes sociais para manifestar sua solidariedade à família e amigos das vítimas. “Que Deus conforte o coração de todos”, diz trecho da mensagem.

CASO RECENTE
Em 22 de maio, seis turistas brasileiros morreram em Santiago, no Chile, por inalação de gás. O grupo estava de férias e havia alugado um apartamento no centro da cidade por meio de um aplicativo.

Os turistas brasileiros estavam a passeio no país havia cerca de uma semana.

Folha de S. Paulo

Arquivado em: ,

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.