Roqueiro Serguei morre aos 85 anos, no Rio de Janeiro

Por redação Ipu Online | publicado | 8.6.19 | 0 comentários


Serguei, um dos pioneiros do rock no Brasil, morreu nesta sexta (07/06/2019), aos 85 anos, no Rio de Janeiro. Ele estava internado havia um mês em um hospital de Volta Redonda. Inicialmente, deu entrada com um quadro de mal de Alzheimer, desnutrição e desidratação. Também tratava uma pneumonia. O cantor e compositor nasceu em 1933, batizado como Sérgio Augusto Bustamante, e começou a carreira musical em 1966.

Conhecido por seu visual que aludia aos anos 1960 e 1970 e à cultura hippie, Serguei foi morar nos Estados Unidos com a avó materna, Lia Anderson, aos 12 anos. Em Long Island (Nova York), participou de festivais estudantis durante a adolescência. Era filho de Domingos Bustamante, executivo da IBM, com a dona de casa Heloísa Bustamante. Entre idas e vindas, fixou-se de novo no Brasil em 1972, em Saquarema (RJ).

Bem-humorado e exímio contador de histórias, Serguei também ficou famoso no meio musical pelo suposto caso que teve com a cantora Janis Joplin (1943-1970). Ele dizia ter conhecido a artista em 1969, mesmo ano em que compareceu ao festival Woodstock.



Ícone pop
Autor de 11 discos de estúdio, Serguei era figurinha carimbada na cultura pop nacional. Tocou em duas edições do Rock in Rio (1991 e 2001) e também era frequentador do festival. Em 2013, ajudou a escola de samba Mocidade de Padre Miguel a contar a história do evento, em desfile na Sapucaí.


Na televisão, o roqueiro frenquentemente dava entrevistas em vários programas, como o de Jô Soares. Em 2011, chegou a ter atração própria, o Serguei Rock Show, no canal fechado Multishow.

Na década de 2010, sua casa em Saquarema foi transformada em uma espécie de museu de rock administrado pelo próprio artista, com diversos itens que colecionou em sua longa carreira.

Metrópoles

Arquivado em: ,

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.