Gêmeas unidas pelo tronco continuam na UTI no interior de SP

Por redação Ipu Online | publicado | 1.7.19 | 0 comentários


As gêmeas siamesas unidas pelo tronco nascidas na última terça-feira (25) na Santa Casa de Fernandópolis, cidade distante 550 km da capital paulista, continuam internadas na UTI do Hospital da Criança de São José do Rio Preto, para onde foram transferidas logo após o parto.

Segundo informações da Record TV, o estado das crianças é considerado grave, porém elas estão estáveis desde que chegaram ao hospital.

Reprodução
As siamesas nasceram ligadas pelo tronco, mas possuem 4 pulmões, dois corações e duas colunas vertebrais distintas.

A mãe da criança, que tem 21 anos, descobriu que as crianças eram siamesas aos 6 meses de gestação, quando foi alertada que a gestação era de risco.

Segundo especialistas, o caso é considerado raríssimo, ocorrendo em média um a cada 100 mil nascimentos e não é associado a comportamento ou características dos pais.

"Não está relacionado a idade da mãe, do pai,  a deficiência de nutrientes, muito menos a cigarro ou drogas, e sim há uma má formação na divisão celular durante a formação do feto", explicou o ginecologista e obstetra José Luís Crivellin.

Ainda segundo o especialista, caso as crianças sobrevivam, dificilmente poderão ser separadas, pela complexidade de compartilharem o tronco para órgãos vitais, e será fundamental que tenham um acompanhamento médico por toda a vida.

O R7 procurou o Hospital onde as crianças estão internadas para obter mais informações sobre o estado de sáude, e foi informado que os pais não autorizaram a divulgação de novas informações, além de não quererem conceder entrevistas no momento.

Arquivado em:

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.