Múmias de 2 mil anos são descobertas no Egito junto à pirâmide mais antiga do mundo (Foto)

Por redação Ipu Online | publicado | 6.7.19 | 0 comentários


A maioria das múmias foi enterrada com procedimentos muito simples, tendo sido submetidas a "procedimentos de embalsamento básicos", afirmaram os especialistas.

Uma equipe de arqueólogos poloneses descobriu dezenas de múmias com mais de 2.000 anos de idade no sítio arqueológico de Sacará, que foi a necrópole principal da cidade de Mênfis no Antigo Egito, informa o portal polonês The First News.

A descoberta aconteceu durante escavações que estavam sendo realizadas perto da pirâmide de Djoser. Os investigadores examinaram o fosso que rodeia a área sagrada da pirâmide, considerada uma das mais antigas do mundo e protótipo para as outras pirâmides egípcias.
Dezenas de múmias com 2.000 anos encontradas perto da pirâmide mais antiga do mundo


O portal polonês destaca que a maioria das múmias descobertas tinham sido enterradas de maneira simples.

"Só foram submetidas a procedimentos de embalsamento básicos, após isso foram embrulhadas em bandagens e colocadas diretamente em covas escavadas na areia", disse Kamil Kuraszkiewicz, que lidera a equipe de trabalhos na necrópole.

Algumas foram colocadas em caixões de madeira que não resistiram ao decorrer do tempo. Em um destes caixões encontraram inscrições que imitam hieróglifos.

O especialista pensa que o fosso que rodeia a pirâmide pudesse refletir as crenças dos antigos egípcios sobre a vida depois da morte.

Poderia ser o modelo de um caminho que o faraó teria que fazer para alcançar a vida eterna, um caminho com obstáculos como muros e passagens localizadas perto da parte superior, que talvez fossem protegidas por criaturas perigosas.

Sputnik

Arquivado em:

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.