Ônibus é quebrado e pneus são queimados durante tumulto no Parque São José, em Fortaleza

Por redação Ipu Online | publicado | 9.7.19 | 0 comentários


Um tumulto bloqueou parte da Avenida Cônego de Castro, no bairro Parque São José, em Fortaleza, na noite desta segunda-feira (8). Moradores colocaram fogo em pneus e usaram um coletivo para fechar o trânsito na via.

De acordo com a Polícia, a confusão começou por volta de 19 horas, quando um grupo parou um ônibus lotado de passageiros e os obrigou a descer junto com o motorista. Em seguida, os vidros do veículo foram quebrados e pneus foram queimados e colocados no meio do asfalto. Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a manifestação teria como motivo a apreensão de um adolescente de 16 anos, ocorrida durante a madrugada. "O mesmo trocou tiros com policiais e chegou a ser ferido. Na ocasião, uma arma de fogo foi apreendida", informou a SSPDS.


Segundo uma testemunha, um outro coletivo que passava pelo local foi foi apedrejado por indivíduos armados com rojões, baladeiras e pedras. O motorista foi atingido no rosto e teve os lábios cortados, um dente quebrado e o maxilar fraturado por uma pedra. O homem conseguiu fugir do local, juntamente com os passageiros, mas foi impedido de retirar o ônibus.

Equipes da Polícia Militar foram acionadas e, ao chegar no local, os agentes realizaram disparos para dispersar as pessoas. Depois de controlar o tumulto, a avenida foi liberada pra o tráfego de veículos. Não houve feridos.

Apreensão adolescente
A secretaria informou que "na madrugada desta segunda, equipes da polícia patrulhavam pela comunidade dos Canos, quando avistaram dois indivíduos em atitude suspeita e seguiram para a abordagem, momento em que foram efetuados disparos de arma de fogo contra a composição".

Ainda conforme a pasta, houve troca de tiros e os policiais encontraram um adolescente de 16 anos, que estava com um revólver calibre 38, com cinco munições deflagradas.

O adolescente foi atingido por um tiro na perna e levado a uma unidade de saúde.

O caso foi encaminhado à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), onde foi registrado ato infracional por porte ilegal de arma de fogo.

Diário do Nordeste

Arquivado em: ,

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.