PF cumpre novos mandados de busca e apreensão em investigação de fraudes em obras públicas no Ceará

Por redação Ipu Online | publicado | 5.7.19 | 0 comentários


A Polícia Federal cumpre, na manhã desta sexta-feira (5), quatro mandados de busca e apreensão, em uma empresa e em três residências, nos municípios de Farias Brito e Várzea Alegre, na Região do Cariri.

De acordo com a Polícia Federal, esta é a segunda fase da Operação Bricolagem, que tem o objetivo de fortalecer as investigações de fraudes em licitações públicas e desvio de verbas federais no município de Granjeiro. A PF deflagrou a primeira fase da operação em novembro de 2018.

A empresa onde foram cumpridos mandados é de fachada e chegou a receber, em 2018, mais de R$ 1 milhão referente ao pagamento de licitações em municípios cearenses. Moradores próximos de onde a empresa fica localizada afirmam que não acontecem atividades laborais no prédio há mais de três anos. Os nomes dos investigados não foram divulgados para preservar a investigação, que acontece em sigilo, segundo a polícia.

Agentes da Polícia Federal foram até uma empresa, mas o local estava vazio. — Foto: Polícia Federal do Ceará/Divulgação
Crimes em Granjeiro
Os mandados foram autorizados pelo Tribunal Regional Federal 5ª Região depois da apresentação de um inquérito policial. O pedido foi realizado após a continuidade das investigações da primeira fase, que apontaram, segundo a PF, novos e fortes indícios de fraudes na execução de obras públicas, fraudes em licitações e desvios de recursos públicos federais em Granjeiro.

Os envolvidos vão responder, de acordo com o nível de participação de cada um, pelos crimes de fraude à licitação, peculato, falsidade ideológica, apropriação ou desvio de bens e rendas públicas por prefeitos e associação criminosa.

O nome da operação é uma alusão ao ato de executar obras e reformas domésticas sem a utilização de serviços profissionais.

G1 CE

Arquivado em: ,

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.