Colombianos são presos suspeitos de comandar quadrilha de agiotagem no Vale do Jaguaribe

Por redação Ipu Online » publicado | 26.8.19 | 0 comentários


Cinco pessoas foram presas na última sexta-feira (23) suspeitas de integrarem uma quadrilha especializada em agiotagem, no Vale do Jaguaribe. Segundo a Delegacia Municipal de Limoeiro do Norte, quatro dos suspeitos são colombianos. Com a quadrilha, a Polícia Civil apreendeu mais de R$ 11 mil, que teriam sido recolhidos de pequenos comerciantes da região, e 17 mil pesos (moeda estrangeira).

A polícia afirmou que a delegacia recebeu denúncias de que um grupo de estrangeiros estaria emprestando dinheiro a pequenos comerciantes e cobrando juros elevados, além de praticar extorsão e ameaça. Após as denúncias, agentes iniciaram as investigação e conseguiram identificar os suspeitos. Entre os presos, está a proprietária de um estabelecimento que era utilizado como ponto de apoio pelos criminosos.

Quatro presos foram identificados: Juan Carlos Piedrahita Piedrahita, Hernan Dario Osório Rodas, Leslee Michelle Hurtado Garzon e Liduina de Almeida Silva. A polícia estuda também a possibilidade dos estrangeiros estarem de forma ilegal no Brasil.

Empréstimos e cobranças diárias

A polícia descobriu que a quadrilha emprestava dinheiro para pequenos comerciantes e cobrava, em seguida, juros diário exorbitantes. O grupo também agia com violência e fazia ameaças contra os comerciantes.

Ainda segundo a investigação, a quadrilha se encontrava no horário de almoço em um estabelecimento que pertence a Liduina. O local servia para receber pagamentos e planejar ações de extorsão e ameaças contra as vítimas. Liduina era a encarregada de fazer o recrutamento de novos clientes, como também o recebimento das parcelas dos empréstimos e o repasse desse dinheiro para os colombianos.

A abordagem ao grupo criminoso ocorreu no momento em que eles estavam reunidos no estabelecimento de Liduina, contabilizando o arrecadado. Além do dinheiro, a Polícia Civil apreendeu quatro motos, oito celulares e um vasto material de publicidade e de anotações para empréstimos. Os cinco presos vão responder por agiotagem e associação criminosa.

Denúncias
As vítimas que se sentirem lesadas podem registrar queixa na Delegacia Municipal de Limoeiro do Norte, que fica localizada no endereço: Rua Vicente Ferreira Lima, nº 400 – José Simões, Limoeiro do Norte/CE. Telefone: (88) 3423.4572.

Os homens estão presos na Cadeia Pública de Juazeiro do Norte e as mulheres, em um xadrez da Delegacia de Limoeiro do Norte.

Diário do Nordeste

Arquivado em: ,

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.