Bombeiro trabalha voluntariamente há 24 horas na busca de vítimas do desabamento em Fortaleza

Por redação Ipu Online » publicado | 17.10.19 | 0 comentários


Há 24 horas trabalhando voluntariamente nas buscas das vítimas do desabamento do Edifício Andrea, acidente ocorrida na manhã desta terça-feira (15) no Bairro Dionísio Torres, em Fortaleza, a bombeiro civil Natália Amaral relata a dificuldade e a emoção de fazer parte do resgate.

Até a noite desta quarta-feira (16) foram confirmadas três mortes, sete resgates e outras sete pessoas desaparecidas nas ruínas do prédio, localizadas no cruzamento das ruas Tibúrcio Cavalcante com Nogueira Acioli. Equipes de salvamento trabalharam durante toda a noite no local. Um vídeo mostra o momento exato em que o prédio desmorona.

Mesmo acostumada a situações adversas de socorro, ela conta que "o trabalho está sendo muito pesado" devido a quantidade de entulhos e escombros no local. A bombeiro afirma que vai permanecer no resgate "até o corpo cansar".

Entre os momentos mais difíceis, ela cita aqueles em que a equipe pede silêncio absoluto no local para tentar ouvir as vítimas sob os escombros, mas não consegue retorno. E quando encontra objetos como brinquedos e roupas infantis. "Isso abala muito", descreve a bombeiro.

Edifício Andrea desaba em Fortaleza — Foto: José Leomar/ SVM

G1 CE

Arquivado em:

0 comentários

Os comentários abaixo não representam a opinião do Portal Ipu Online; a responsabilidade é do autor da mensagem.