Justiça estadual aprova pedido de transferência de 12 presos por ataques no Ceará

Por redação Ipu Online | publicado | 11.10.19 | 0 comentários


O pedido do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), que requereu a transferência de 12 detentos - apontados como mandantes das ordens de ataques criminosos ocorridos no Ceará no último mês de setembro - a presídios federais, foi aceito pela Justiça Estadual. A informação foi confirmada pelo Diário do Nordeste com uma fonte do MP. O pedido foi realizado, oficialmente, em 27 de setembro.

Agora, a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) aguarda decisão de um juiz federal. Ele será o responsável por aceitar as transferências. Além disso, o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) deve indicar onde serão abertas as vagas e para qual das penitenciárias federais cada um dos suspeitos será enviado.

Os 12 presos em questão são considerados, pela SAP, como responsáveis pelas ordens de ataques a equipamentos públicos, ônibus e bens privados. O órgão sustenta que eles têm posição de comando na facção Guardiões do Estado (GDE), organização apontada pelos órgãos de segurança cearenses como promotora dos ataques.

Série
Entre o fim de setembro e o início de outubro deste ano, mais de 110 atentados foram efetuados no território cearense. Torres de energia, caminhões, ônibus e até postos de saúde foram atacados pelos criminosos.

Até o dia 2 de outubro, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) havia contabilizado a captura de 238 pessoas por participação nos atos criminosos. Do total, 187 eram adultos e 51 adolescentes.

Diário do Nordeste

Arquivado em:

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.