Menina é encontrada morta em saco de lixo após passeio com tio materno

Por redação Ipu Online | publicado | 10.10.19 | 0 comentários

Desaparecida desde sábado, Estela, de 6 anos, saiu para a praia com o tio. Corpo foi encontrado dentro de saco preto. Ao que tudo indica, é o da criança

Mãe da criança conta que suspeitou da demora para tio e filha voltarem para casa e lembrou que ele saiu com calça jeans e sapato para praia. Reprodução
corpo da menina Estela , de 6 anos, foi encontrado na região do Morro dos Prazeres, em Santa Tereza, no Rio.

A criança estava desaparecida desde sábado (5), quando saiu para passear com o tio materno . Segundo relatos da família, Paulo Sérgio, de 29 anos, vestia jeans e sapato, fato que só levantou suspeitas horas depois do desaparecimento.

A delegada Elen Souto, que está acompanhando o caso, afirmou ao jornal Extra que um corpo foi encontrado dentro de um saco preto e, ao que tudo indica, é da menina.

Desaparecimento
Na última vez que Estela foi vista, ela estava na companhia de uma mulher. Até o momento, não se sabe o paradeiro de Paulo Sérgio.

Em entrevista ao Extra, a mãe da garota, Luciana José Evangelista, de 24 anos, disse que o irmão saiu de casa por volta das 9h no sábado (5), na companhia da menina.

'Como ele não voltou para casa, pensei que ele estaria na casa de uma namorada, mas ele não foi', contou Luciana ao jornal. A suposta namorada foi contactada na segunda-feira (7), mas informou a família da criança que não encontrou com Paulo Sérgio. 

A Praia do Flamengo, local que ele costumava frequentar e os arredores do bairro, bem como hospitais foram visitados pelos parentes em busca do homem e da menina. 

Algumas pessoas relataram para a mãe de Estela que a criança foi vista no Bairro de Fátima pedindo dinheiro na rua a pedido de uma mulher.

A família registrou uma queixa sobre o desaparecimento na Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), que agora está acompanhando o caso. 

iG› Último Segundo

Arquivado em:

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Ipu Online.