Brasil tem 132 casos suspeitos de coronavírus, informa Ministério da Saúde

Por redação Ipu Online » publicado em | 28.2.20 | 0 comentários

“Esse número não é definitivo. É muito maior que 132. Ficamos com 213 notificações ainda não analisadas", disse secretário-executivo; há um caso confirmado

Coronavírus (Reuters/Reuters)
O Brasil tem 132 casos suspeitos de coronavírus mas segue com apenas um caso confirmado, de acordo com o último boletim do Ministério da Saúde divulgado nesta quinta-feira (27).

Os dados foram informados pelo secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, que admitiu que o número de suspeitas deve ser muito maior.

“Esse número não é definitivo. É muito maior que 132. Ficamos com 213 notificações ainda não analisadas. Elas podem ser todas consideradas suspeitas ou apenas uma parte, mas dá para a gente avaliar que, na verdade, temos perto de 300 casos suspeitos”, disse Gabbardo.

O ministério tem usado como critérios de determinação de casos suspeitos: ter viajado para um dos 16 países da Ásia, Europa e Oriente Médio com casos da doença; não ter viajado, mas ter tido contato com esses viajantes ou ter tido contato com o caso confirmado no Brasil. Em todas as hipóteses, a pessoa é considerada como um caso suspeito se apresentar febre somada a um sintoma respiratório.

Os 16 países considerados na definição de casos suspeitos são: Austrália, China, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Camboja, Filipinas, Japão, Malásia, Vietnã, Singapura, Tailândia, Itália, Alemanha, França, Irã e Emirados Árabes Unidos.

O secretário-executivo do ministério reforçou ainda a importância das medidas de prevenção para reduzir os riscos de contaminação da doença.

A lavagem constante das mãos e evitar levá-las ao rosto e, principalmente, à boca; o uso de álcool em gel para esterilização das mãos e o não compartilhamento de utensílios de uso pessoal, como talheres, copos e travesseiros, entre outros.

Campanha
Também foi informado hoje mais cedo que será antecipada a campanha de vacinação contra a gripe por causa do risco de surto.

O anúncio foi feito hoje mais cedo pelo ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, em coletiva de imprensa realizada no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

A campanha, inicialmente programada para começar no dia 13 de abril e ser realizada até meados de maio, deverá ter início já em 23 de março, segundo Mandetta.

Embora a gripe seja causada por um vírus diferente (influenza), o objetivo da antecipação é evitar aumento de doenças respiratórias e sobrecarga do sistema de saúde.

O ministro se reúne nesta quinta com o grupo criado para monitorar e coordenar ações contra a propagação do novo coronavírus no Estado.

Nesta terça-feira, 25, o Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso de Covid-19 no Brasil. O paciente é um idoso paulistano de 61 anos de idade que chegou recentemente da Itália.

Ele foi atendido no Hospital Israelita Albert Einstein, encaminhado para isolamento domiciliar e passa bem, segundo a Secretaria da Saúde de São Paulo.

Da redação com Estadão Conteúdo e Agência Brasil

Arquivado em:

0 comentários

Os comentários abaixo não representam a opinião do Ipu Online; a responsabilidade é do autor da mensagem.