Polícia Civil de Ipu intercepta traficantes, antes da entrega de drogas que estavam vindo do Rio de Janeiro e efetua a prisão dos mesmos

Por redação Ipu Online » publicado em | 7.2.20 | 0 comentários


A Polícia Civil de Ipu sob o comando do delegado Dr. Rômulo de Oliveira Melo interceptou traficantes na tarde desta quinta-feira (06/02), antes que Entorpecentes provenientes do Rio de Janeiro, fossem entregues em Ipu.

A Polícia Civil abordou na cidade de Ipueiras-CE, indivíduo de 21 anos, natural da cidade de Ipu, residente na rua Santos Dumont, bairro Canudos, o mesmo estava vindo do Rio de Janeiro, e com ele trazia uma significativa quantidade de drogas: 13 trouxas de cocaína, equivalente a 30g, 2 trouxas de maconha, equivalente a 5g, 6 cápsulas de cocaína peso de 7g, 4 comprimidos de ecstasy, MDMA e 2 unidades de loló.

As drogas seriam repassadas para um outro indivíduo que aguardava na Rodoviária de Ipu. Daí os policias civis seguiram no ônibus com o acusado e chegando na cidade de Ipu, o rapaz que receberia a mercadoria se encontrava sentado em um bar da Rodoviária de Ipu. Os dois foram autuados e presos em flagrante, o primeiro por tráfico de drogas e o segundo por associção ao tráfico de drogas, haja vista não chegou a receber as drogas descritas.

Outras informações indicam que o bar localizado na Rodoviária do Ipu, onde foi feita a segunda abordagem da Polícia Civil, é conhecido como ponto de encontro de traficantes, inclusive o jovem que portava as drogas do Rio de Janeiro ao Ipu é filho do dono do estabelecimento. Este declarou para a autoridade policial que recebera somente R$ 50,00 (cinquenta reais) para transportar toda a droga.

Aos nossos leitores o esclarecimento de não estarmos citando nomes e colocando fotos dos acusados, condiz com a nossa obediência a Lei de Abuso de Autoridade. Inclusive fomos orientados pela própria Polícia Civil. Grato pela compreensão.


Repórter Francisco José

Arquivado em: ,

0 comentários

Os comentários abaixo não representam a opinião do Portal Ipu Online; a responsabilidade é do autor da mensagem.